terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Animated History of Poland (Movie)

OBS: Resenha publicada originalmente no Animehaus em 11/02/2011

Alternativos: Animowana historia Polski
Ano: 2010
Diretor: Tomasz Bagiński
Estúdio: Platige Image
País: Polônia
Episódios: 1
Duração: 8 min
Gênero: Histórico


Apresentação educacional produzida pelo Platige Image para o Pavilhão da Polônia na EXPO 2010, em Shanghai, "Animated History of Poland" é um curta-metragem de animação que narra os 1000 anos de história da Polônia em apenas 8 minutos, se focando em vários momentos-chave deste período. Contando mais uma vez com a direção de Tomasz Bagiński (também conhecido por seu apelido, Tomek), a equipe do Platige Image se superou nos aspectos técnicos, e esta obra só não recebe a nota máxima em função de dois pequenos problemas, que serão citados mais à frente.

Logicamente que, em função da curtíssima duração, é praticamente uma obrigação que a narrativa tenha um ritmo alucinante. Usando como orientação apenas as datas dos eventos-chave, "Animated History of Poland" surpreende pela fluidez das transições entre um evento e outro. Ainda que um conhecimento prévio da história da Polônia ajude sobremaneira na identificação de todos os fatos descritos, os leigos também poderão curtir esta fenomenal obra de arte, já que as animações são tão bem-feitas e idealizadas que, na maior parte do tempo, não deixam muita margem para dúvidas.

A narrativa começa pelo início da existência da Polônia como país no ano 900, passando pela chegada do Cristianismo ao país e o consequente fim das religiões pagãs; as guerras contra vizinhos eslavos; a Batalha de Grunwald contra os Cavaleiros Teutônicos; a união com a Lituânia, formando a República das Duas Nações; a contribuição do país à Ciência e à Música com Copérnico e Chopin, a modernização e a chegada da indústria e do cinema; até chegar a eventos dolorosos como o período de 100 anos em que a Polônia deixou de existir como país, o início da II Guerra Mundial, o Pacto Germano-Soviético, os campos de concentração, o Levante do Gueto de Varsóvia. Mas aos poucos a Polônia se reergue, se livrando do jugo soviético com a ação decisiva do sindicato "Solidariedade" nos anos 80, se torna uma nação moderna e com liberdade de expressão, culminando na adesão do país à Comunidade Econômica Européia em 2004.



Claro que não dá para considerar o parágrafo acima como "spoiler", uma vez que se tratam de fatos históricos amplamente conhecidos e divulgados. A intenção de citar alguns eventos na resenha tem apenas o intuito de dar uma certa orientação àqueles que queiram apreciar esta magnífica obra com mais conhecimento de causa.

Mais uma vez, o que dizer do apuro técnico de mais uma obra do Platige Image? Simplesmente não há como colocar defeitos nas incríveis animações em 3D, tudo auxiliado por cenários belíssimos e muito bem modelados. O interessante é que, apesar do extremo bom gosto, não houve a preocupação em tentar criar algo extremamente próximo à realidade. Há um certo clima "cartunesco", digamos assim, que ajuda muito na dramaticidade e nas transições de imagem, não prejudicando em nada o impacto da obra. A emoção aumenta ainda mais com a trilha sonora imponente e arrepiante de Adam Skorupa e Krzysztof Wierzynkiewicz, com todos os temas se casando perfeitamente com as imagens e fatos exibidos.

Afinal, existe algum ponto negativo nesta animação? Conforme o comentado no início, na verdade existem dois. O primeiro é que, apesar da capacidade de síntese de Tomasz Bagiński, que merece aplausos por conseguir compilar 1000 anos de história em 8 minutos de forma coerente e agradável, a narrativa é excessivamente acelerada em alguns momentos. A inauguração da ferrovia ligando Varsóvia a Viena, por exemplo, é apresentada tão rapidamente que se o espectador piscar, literalmente não saberá o que aconteceu ali. E o segundo problema é o nacionalismo exacerbado da obra. Não dá para negar que a Polônia teve uma história sofrida, mas esta animação dá a impressão de que o país sempre foi a vítima em seus 1000 anos de História e quis apenas se defender o tempo todo. Infelizmente, sabemos que no mundo real as coisas não são bem assim. Basta relembrar o que a aliança Brasil-Argentina-Uruguai fez com o Paraguai para vermos que nós também não somos tão bonzinhos assim. De toda forma, não dava para esperar outro tipo de abordagem, uma vez que este filme foi patrocinado pelo governo polonês: é óbvio que os políticos nunca dariam um tiro no próprio pé.




Enfim, mesmo com estes pequenos reveses, "Animated History of Poland" é um primor em todos os aspectos. Vendo esta e outras obras do Platige, fica sempre a expectativa de que estes talentosos artistas poloneses consigam se tornar um pouco mais conhecidos ao redor do mundo, pelo menos entre o grande público. Talento e capacidade eles têm de sobra.


Marcelo Reis


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário