terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Armitage III (OVA)

OBS: Resenha publicada originalmente no Animehaus em 01/01/2004.

Ano: 1995
Diretor: Hiroyuki Ochi
Estúdio: AIC / Pioneer LDC
País: Japão
Episódios: 4
Duração: 30 min
Gênero: Aventura / Sci-Fi / Ação



Ross Sylibus é um sorumbático detetive que acaba de ser transferido para o Departamento de Polícia de Marte (MPD), em um futuro no qual a robótica e a alta tecnologia fazem parte do cotidiano de toda a população. Os avançados robôs se encontram em todos os lugares, realizando funções normalmente destinadas aos humanos, e até mesmo os automóveis passaram a ser controlados por computador. Apesar do conforto proporcionado pela tecnologia, grande parte da população nutre um preconceito grande pelos robôs, pois acreditam que eles existam apenas para tomar seus empregos e dar lucros aos poderosos.

Ross também não gosta de computadores e robôs, mas por um motivo completamente diferente: sua parceira de trabalho fôra assassinada por um robô descontrolado. Desde então, Ross não confia em máquinas, e procura se manter o mais afastado possível de todos os casos que envolvam algum tipo de aparato tecnológico: até mesmo seu carro foi modificado, para ser controlado manualmente, sem nenhum auxílio de computadores.

Um terrível incidente no aeroporto desencadeia uma crise sem precedentes em Marte, uma violenta e preconceituosa revolução que poderá levar até mesmo ao extermínio de todos os robôs existentes. Ross é encarregado de investigar o caso, a contragosto, juntamente com a bela e temperamental Naomi Armitage, sua nova parceira. Sempre de óculos escuros e com uma curtíssima roupa vermelha, Armitage é irreverente e invocada, mas sempre muito eficiente, e seu jeitão despojado traz um pouco de luz à tediosa vida de Ross. Juntos, eles vão descobrindo terríveis fatos por trás da revolta contra os robôs, verdades que podem estar intimamente relacionadas à vida de ambos.


Série de 4 OVA´s produzida pela Pioneer LDC em 1994, Armitage III é um anime sério, com uma trama intrincada e violenta, bem no estilo de seu genial criador, Chiaki Konaka, autor de Serial Experiments Lain e Big O. Mesmo não sendo uma obra 100% original, pois é claramente inspirado em títulos como Blade Runner e Snatcher, Armitage III foi beneficiado pela criatividade de Chiaki Konaka, que criou uma história impressionante e com algumas surpresas interessantes. O fato da série possuir apenas 4 OVA´s ajuda no desenrolar da trama, evitando que o anime se torne monótono ou enrolado: o enredo flui com naturalidade, sem pressa e, o mais importante, sem deixar amarras soltas.

Na parte técnica, Armitage III é mais um bom exemplo de que a animação tradicional sem o auxílio de computadores pode impressionar bastante. Com uma impecável estética "cyberpunk", cortesia do excepcional trabalho de Atsushi Takeuchi (Design) e Masaru Sato (Direção de Arte), Armitage III ainda se beneficia da polivalente capacidade de Hiroyuki Ochi, responsável pelo excelente desenho de personagens e, ainda, pela direção segura. Para fechar a parte técnica com excelência, nada melhor do que a marcante trilha sonora "techno", composta por Hiroyuki Namba, que se adequa perfeitamente à estética futurista deste anime.



Entre os poucos pecados em Armitage III, alguns estão logicamente relacionados aos tradicionais clichês (sim, eles me perseguem! ^^"), embora, verdade seja dita, eles sejam quase insignificantes. Além disto, alguns exageros nas cenas de ação, sobretudo no final da série, destoam do caráter sério e realista presente em toda a série. Sem apelar para dramalhões ou alívios cômicos desnecessários, Armitage III é a opção ideal para quem procura um anime com tema sério, doses pesadas de violência física e psicológica, e um enredo que não ofende a inteligência do espectador.


OBS: Em 1997 foi lançado o longa-metragem "Armitage III: Poly-Matrix", que é simplesmente uma versão condensada dos 4 OVA´s originais. A verdadeira seqüência de Armitage III foi lançada em 2001, com o nome "Armitage III: Dual Matrix".


Marcelo Reis


Nenhum comentário:

Postar um comentário