quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Fallen Art (Movie)

OBS: Resenha publicada originalmente no Animehaus em 09/02/2011.

Alternativos: Sztuka spadania
Ano: 2004
Diretor: Tomasz Baginski
Estúdio: Platige Image
País: Polônia
Episódios: 1
Duração: 6 min
Gênero: Comédia


Tomasz Baginski, diretor de criação do fantástico estúdio de animação polonês Platige Image, tornou-se mundialmente conhecido quando seu curta-metragem "The Cathedral" foi indicado ao Oscar de Melhor Curta-Metragem de Animação em 2003. Logicamente, eram grandes a curiosidade e a expectativa por sua obra seguinte, "Fallen Art", na qual exerceu as funções de diretor, produtor e roteirista.

Com um estilo visual e narrativo totalmente diferente do contemplativo "The Cathedral", "Fallen Art" se passa numa base militar caindo aos pedaços no Oceano Pacífico. Reunidos no topo de uma torre altíssima feita de tábuas mal pregadas, soldados são condecorados por um sargento seboso e enviados a uma derradeira e "honrosa" missão, sacrificando-se em nome da "arte" e da satisfação de seu obeso general.


Em se tratando de uma obra do Platige Image, é óbvio que "Fallen Art" é um deslumbre nos aspectos técnicos. Com um estilo mais cartunesco que o usado em "The Cathedral", "Fallen Art" consegue a proeza de ser ainda mais impressionante nos detalhes das paisagens, dos objetos e, principalmente, dos seres humanos. É sempre grande a dificuldade de se criar personagens vivos em 3D que não pareçam falsos demais, com movimentos mais realistas e um olhar que não pareça vazio, desfocado. Tomasz Baginski conseguiu tal feito, chegando ao ponto de conseguir transmitir uma emoção genuína pelo olhar do general, um ser de aparência grotesca cujos atos combinam perfeitamente com seu visual.

Como em todas as obras do Platige até o momento, não há nenhum diálogo em "Fallen Art", exceto uma pseudo-conversa entre o sargento e um soldado que se resume literalmente a um "blablabla" ininteligível. E ao contrário do hermetismo de "The Cathedral", "Fallen Art" é uma obra mais direta, uma comédia macabra que demonstra como os soldados sempre serão "buchas-de-canhão", seguindo ordens de oficiais com poderes supremos de vida ou morte. Não importa o quão estúpida ou inútil seja a missão, só lhes resta baixar a cabeça e cumprir à risca o que lhes é ordenado. E que jogada de mestre usar a animada música "Asfalt Tango", da banda romena Fanfare Ciorcalia, para retratar algo ao mesmo tempo artístico e brutal.



Vencedor do BAFTA 2006 (Reino Unido) como Melhor Curta-Metragem de Animação e do Golden Horse 2005 (Taiwan) como Melhor Curta Digital, "Fallen Art" continua sendo a obra suprema do Platige Image, pelo menos até que este resenhista possa colocar os olhos nos curtas "The Kinematograph" (2009) e "Paths of Hate" (2010) e, principalmente, no longa-metragem "HARDKOR 44", a ser lançado em 2012. Como este estúdio ainda não conseguiu lançar nenhuma obra de baixa qualidade, o risco de que tais animações sejam ruins é quase nulo. Até lá, fica a recomendação que é quase uma intimação: não deixem de ver "Fallen Art"!


Marcelo Reis


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário