quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Jagainu-kun (TV)

OBS: Resenha publicada originalmente no Animehaus em 13/04/2008.

Alternativos: Dogtato-kun
Ano: 2004
Diretor: Yutaka Kagawa
Estúdio: Studio Egg
País: Japão
Episódios: 26
Duração: 3 min
Gênero: Aventura / Infantil / Fantasia


Mais um anime bem infantil e simples, que segue a linha do cultuado "Kogepan". Jagainu-kun conta a história do personagem homônimo que, conforme o seu nome em japonês indica, é um cão-batata, com direito até mesmo a uma cauda com folha e flor. Vivendo na "Cidade dos Vegetais", Jagainu-kun acaba conhecendo Haripoteto, uma porco-espinho-batata muito lindinha. Com o tempo, acaba surgindo um certo clima entre ambos, que passam o tempo conhecendo um pouco mais a região, vendo o que fazem as outras criaturas que ali vivem e formando novas amizades.

E que criaturas! Mostrando mais uma vez que os japoneses podem ser tremendamente criativos quando querem, "Jagainu-kun" apresenta uma gama de personagens cativantes e, por que não dizer, muito originais, cujos nomes já dão uma boa idéia da mistura vegetal-animal de cada um. Temos um porco-berinjela, pássaros-feijões, um pato-pepino, um morcegorango e talvez aquele que seja o melhor personagem da série: o crocodilo-cebola. Ele é o destaque do anime, com uma voz engraçadíssima e que só aparece para fazer um trocadilho mais ridículo que o outro.


Claro que não adiantaria ter boas idéias apenas para os nomes dos bichos se a idéia visual dos mesmos não ajudasse, mas a criatividade dos membros do Studio Egg estava em alta mesmo. O estilo visual é muito simples e colorido, como deve ser em um anime voltado às crianças bem jovens, e os cenários inventivos são o complemento perfeito para enfeitarem as aventuras da turminha da "Cidade dos Vegetais".

Não se deve esperar grandes arroubos narrativos em um anime destes. Os curtinhos episódios de 3 minutos e meio basicamente mostram pequenas crises de ciúmes entre Jagainu-kun e Haripoteto, confusões muito simples entre os amigos, nada de grandes conflitos, apenas o suficiente para entreter as crianças. Vale mencionar o hilário "Grupo dos Direitos", sobre o qual não farei comentários para não estragar a surpresa.

A mensagem central do anime diz respeito à importância de se ter amigos em quem confiar, da necessidade do companheirismo e de ajudar às pessoas próximas, mesmo que as coisas saiam errado neste processo. Pode parecer uma coisa óbvia para aqueles que já chegaram à adolescência e à vida adulta, mas a julgar pelo comportamento desregrado de várias destas pessoas nos dias de hoje, talvez um anime destes pudesse ter sido muito bem-vindo na infância de cada um.



Ainda que não seja tão "redondinho" quanto "Kogepan" (com o perdão do trocadilho), Jagainu-kun é mais um ótimo anime infantil que fará a alegria das crianças e, creio eu, também dos adultos.


Marcelo Reis


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário