quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Kazemakase Tsukikage Ran (TV)

OBS: Resenha publicada originalmente no Animehaus em 01/01/2004.

Alternativos: Carried by the Wind: Tsukikage Ran, Samurai Girl Ran
Ano: 2000
Diretor: Akitaro Daichi
Estúdio: Madhouse
País: Japão
Episódios: 13
Duração: 30 min
Gênero: Aventura / Comédia / Histórico


Tsukikage Ran é uma bela samurai, de cara fechada e que odeia ser perturbada na hora de seu sono sagrado. Interesseira, Ran não mede esforços para bajular quem quer que seja, desde que possa, com isto, se esbaldar de tanto comer ou cair dura de tanto beber saquê quente! ^__^ Ran viaja sem rumo pelo mundo ("Kazemakase", por sinal, quer dizer "por onde o vento sopra" ^__^), dormindo em baixo de algumas árvores, enchendo a barriga de comida e saquê e, claro, detonando alguns homens no meio do caminho. ^_^

Durante sua caminhada, Ran acaba conhecendo Lady Meow do Punho do Gato de Ferro (!!), uma bela artista marcial com cérebro de minhoca, mas que luta como poucos e viaja em busca de "alguma coisa". Após detonarem um bando de desocupados, Ran e Meow acabam viajando juntas, cada uma por razões diferentes: Meow, porque enxerga Ran como uma irmã mais velha; e Ran, porque enxerga Meow como uma fonte inesgotável de comida e saquê gratuitos! ^^" Fácil perceber que muita confusão irá acontecer com esta dupla inusitada!

Kazemakase Tsukikage Ran (para facilitar, KTR) é uma produção da Madhouse e Bandai Visual, e foi feita praticamente pela mesma equipe responsável por Jubei-chan, a começar pelo diretor Akitaroh Daichi. Não é à toa que KTR guarda tantas semelhanças com Jubei-chan, a começar pelas animação fantástica, especialmente durante as lutas. O humor escrachado também está presente a todo o momento, seja com os comentários idiotas de Meow-chan, seja com a cara de porta e as alfinetadas certeiras de Ran.


Tecnicamente, KTR é tão bem feito que nem parece uma série para TV (nenhuma novidade, em se tratando da Madhouse). Desde o excelente "Chara Design" até as lutas antológicas, não existe um momento sequer no qual a qualidade técnica da série decepcione. A trilha sonora tradicional, apesar de não ser muito marcante, é perfeita como pano de fundo, e a música de abertura, "Kazemakase", cantada por Misawa Akemi, possui uma letra hilária! ^___^

Ran é uma personagem fantástica! Sem papas na língua e com um senso de justiça muito peculiar, Ran trata o saquê como "algo divino" e, assim como Kenshin Himura, não mata seus oponentes durante as lutas, virando a espada e batendo com as costas da lâmina na hora do "golpe de misericórdia". Bonita e boa de briga, Ran possui uma sensualidade diferente da que estamos acostumados a ver... talvez por isto mesmo ela seja tão atraente! ^__^ Meow, por outro lado, desperta emoções conflitantes no espectador a todo momento. É simpática, tem um coração de ouro, mas é imbecil ao extremo e muuuuuuito chatinha, com uma voz estridente de fazer inveja a Excel! ^__^ Não dá para negar que ela é muito engraçada, mas na maior parte do tempo ela é realmente irritante, com toda a gritaria que faz.

Quanto à história, KTR deixa um pouco a desejar, já que praticamente não existe um enredo central. Cada episódio possui uma história específica, exceto no final, quando um pouco do passado de Ran vem à tona. Esta falta de uma história forte, aliada ao ritmo irregular e à chatice de Meow, faz com que KTR se torne uma série um pouco cansativa em alguns momentos.



Kazemakase Tsukikage Ran é uma série com ótimos momentos cômicos e algumas das melhores lutas de espada já mostradas em um anime feito para a TV, mas que teria sido muito melhor sem a chatice de Meow. Ainda assim, não dá para negar que é muito legal assistir a um anime no qual duas belas mulheres sentam a mão sem dó nos homens maus!! ^__^"


Marcelo Reis


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário