quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Kimi ga Nozomu Eien (TV)

OBS: Resenha publicada originalmente no Animehaus em 16/03/2004.

Alternativos: Rumbling Hearts, KimiNozo, The Eternity You Wish For
Ano: 2003
Diretor: Tetsuya Watanabe
Estúdio: Studio Fantasia
País: Japão
Episódios: 14
Duração: 24 min
Gênero: Drama / Romance


Que o site "Animenfo" não é uma fonte muito confiável em relação a análises de animes, não é novidade alguma. A maioria das pessoas que votam por lá tem a irritante tendência em dar notas máximas a todos os aspectos de todos os animes, o que acaba mascarando o valor real das obras analisadas. Por mais que algumas pessoas mais sensatas esbravejem, a situação não muda, e a reputação das cotações torna-se cada vez menos confiável. Ainda assim, é difícil manter-se completamente indiferente às análises quando um anime recente como "Kimi ga Nozomu Eien" (2003) se mantém na liderança dos "Top 100" do Animenfo por semanas. Para agradar a tantas pessoas em tão curto espaço de tempo, este anime deveria ter algo de muito especial... hora de dar aquela conferida no mesmo!

Kimi ga Nozomu Eien, que pode ser traduzido como "A Eternidade Com a Qual Você Sonhou", é baseado em um jogo "hentai" de sucesso, e sua história central gira em torno de um grupo de amigos. Hayase Mitsuki é uma bela estudante e a mais brilhante nadadora de sua escola. Independente e com personalidade alegre, Mitsuki sofre fortes cobranças para alcançar o sucesso em todos os momentos, mas não deixa que isto afete o seu humor. Suzumiya Haruka, a melhor amiga de Mitsuki, é uma garota meio apagadinha e tímida ao extremo, e nutre uma paixão oculta pelo amigo Takayuki Narumi, estudante da mesma escola e que, logicamente, nem suspeita destes sentimentos amorosos. Com a ajuda de Mitsuki, a situação entre Suzumiya e Narumi começa a tomar novos rumos e, apesar das dificuldades, um romance sincero começa a amadurecer. Resta saber se este é realmente o destino de ambos... pequenas escolhas podem afetar o futuro de forma irreversível e, no caso de Kimi ga Nozomu Eien, elas possuem importância fundamental ao longo de toda a série.

A animação de Kimi ga Nozomu Eien, realizada pelo Studio Fantasia (Agent Aika, Honoo no Labyrinth) é simples mas eficiente, e o traço em geral é muito agradável, especialmente no desenho de personagens. A parte musical como um todo não é exatamente memorável, mas duas músicas em especial são bem interessantes: "Precious Memories" e "Rumbling Hearts". É fácil perceber que a razão do sucesso desta série não está relacionada à sua perfeição técnica mas, sim, ao seu conteúdo. A dúvida é: será que Kimi ga Nozomu Eien é realmente tudo isto o que andam apregoando por aí?


É inegável que esta série possui muitas qualidades. O início é um pouco decepcionante, passando a impressão de que o anime é apenas mais uma série com romances bobos e repleta de "gags" visuais. As coisas felizmente tomam um rumo diferente, e o roteiro fica mais centrado nas dificuldades dos adolescentes em lidar com os sentimentos e com a pressão para tomarem as decisões certas em relação ao futuro: Que profissão escolher? Estudar em qual Universidade? E, neste caso, como lidar com a possível separação da pessoa amada?

O grande diferencial de Kimi ga Nozomu Eien diz respeito à maneira com que a vida amorosa dos personagens é narrada. Ao invés de se manter no ambiente escolar, como a maioria das séries, Kimi ga Nozomu Eien é quase todo ambientado na fase adulta dos personagens. Isto não quer dizer que romances adolescentes sejam ruins (Boys Be e Kare Kano que o digam), mas é muito bom ver uma obra que sai do ambiente escolar e mostra a vida amorosa de pessoas adultas sem meias-verdades, com todos os prós e contras que acontecem nesta fase. Além disto, os romances são menos idealizados que em outras séries, e aspectos como amor, sexo e traição são mostrados de forma mais realista, na maior parte do tempo.

Para quem curte uma história bem dramática, daquelas que mexem pra valer com as emoções, Kimi ga Nozomu Eien é a série perfeita. Mas é justamente aí que reside seu grande problema. No afã de criar um anime emocionante e trágico, os responsáveis por Kimi ga Nozomu Eien exageraram na dose. A série tem um ritmo muito bom até a metade, com dramas convincentes e personagens com atitudes realistas e condizentes com seus sentimentos. É verdade que as partes cômicas com as insuportáveis garotinhas Tamano e Daikuuji, ambientadas em um restaurante, destoam do clima, mas não chegam a atrapalhar muito a primeira parte da série. De repente, o anime vira um baita "novelão", com episódios enrolados e chatinhos, repletos de brigas ridículas, coincidências inacreditáveis e comportamentos idiotas, inseridos apenas para gerar situações híper-dramáticas rumo ao final. Sem contar as transformações "Frankenstein" ocorridas na índole dos personagens... as mudanças nos comportamentos dos mesmos são tão exageradas que começamos a suspeitar sobre uma possível troca de cérebros entre eles. Um anime com um andamento tão excepcional não merecia uma pisada na bola tão grande!



Felizmente a série possui tantas qualidades que o resultado final ainda compensa. Com um final emocionante e nada apelativo, Kimi ga Nozomu Eien é uma série romântica acima da média, mas que teria sido bem melhor sem as apelações e exageros novelescos presentes na segunda metade. E, voltando ao Animenfo: dizer que Kimi ga Nozomu Eien é o melhor anime de todos os tempos é um exagero sem tamanho! No mínimo, uma falta de respeito com mestres como Hayao Miyazaki, Isao Takahata e Leiji Matsumoto.


Marcelo Reis


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário