quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Kogepan (TV)

OBS: Resenha publicada originalmente no Animehaus em 30/03/2005.

Alternativos: Burnt Bread
Ano: 2001
Diretor: Shuichi Ohara
Estúdio: Pony Canyon / Studio Pierrot
País: Japão
Episódios: 10
Duração: 4 min
Gênero: Comédia / Infantil


Cada vez me surpreendo mais com a capacidade que os japoneses têm para criar histórias a partir das situações mais inusitadas. Alguém, em sã consciência, poderia imaginar que empresas como a Sony Magazines, Pony Canyon, Animax e Studio Pierrot se interessariam em produzir um anime chamado Kogepan, que significa literalmente "pão queimado"? Pois é, meus amigos, acreditem ou não, esta minúscula série composta por 10 episódios de apenas 4 minutos é estrelado por um pãozinho queimado! E sabem da maior? Kogepan é um anime muito bom, mesmo sendo de uma simplicidade completa em todos os aspectos.

Nosso amigo Kogepan vive triste e deprimido e se sente um inútil: afinal, quem se interessaria por um pão queimado, duro e amargo? O sonho de felicidade para todo pão é ser reconhecido pelos compradores como um pãozinho atraente para que, desta forma, possam desempenhar a função para a qual foram feitos: serem comprados e comidos (!!). Kogepan faz de tudo para se juntar aos pães sadios, arrancando as casquinhas queimadas do corpo e se jogando de propósito dentro das compras dos clientes, sem sucesso pois, afinal, quem se interessaria por um pão queimado, duro e amargo? "Taihen desune"!


Para suportar o destino cruel (tadinho!), Kogepan se junta a outros companheiros de infortúnio, queimadinhos como ele, se embriagando com boas doses de leite (!!!) e colocando a culpa no padeiro que o deixou queimar dentro do forno. As coisas começam a melhorar quando ele conhece seu melhor amigo, o pão-de-creme (!!!!). Calmo e com uma voz molenga que eu, carinhosamente, chamo de "voz de bunda com sono", o pão-de-creme se torna uma espécie de guru para o nervoso Kogepan, mostrando que a vida pode ser boa e que é preciso tentar ser feliz, apesar dos problemas.

Quem espera um anime com animação sublime, trilha sonora fantástica e um enredo revolucionário, pode procurar por outras bandas. Kogepan é simples até a alma, tanto na parte técnica quanto na parte narrativa (apesar de muitas situações para lá de inusitadas), mas consegue a proeza de ser agradável para crianças e adultos, contando uma história que é, ao mesmo tempo, engraçada e muito educativa. Kogepan apresenta um mundo dos pães no qual existe muito preconceito, problemas e competitividade, mas enfatiza a importância da tolerância e do pensamento positivo. O último episódio em especial é tocante, mostrando de uma forma original e poética que somos todos iguais, independentemente das diferenças raciais, religiosas e econômicas.



Ah, se tivéssemos outros animes infantis tão agradáveis e educativos como Kogepan! É claro que, para os meninos, um bom "shounen" repleto de lutas exageradas e robôs gigantescos é sempre bem-vindo, mas não custa nada colocar no ar de vez em quando algum anime menos violento, que possa transmitir alguma mensagem positiva para as crianças que se tornarão os adultos de amanhã. Diversão pura é uma beleza, não há dúvidas, mas um pouquinho de informação aliada a esta diversão não faria mal a ninguém. Kogepan não me deixa mentir.


Marcelo Reis


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário