sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Moyashimon (TV)

OBS: Resenha publicada originalmente no Animehaus em 01/04/2009.

Alternativos: Tales of Agriculture
Ano: 2007
Diretor: Yuichiro Yano
Estúdio: Shirogumi
País: Japão
Episódios: 11
Duração: 24 min
Gênero: Comédia


Série de 11 episódios exibida no bloco "Noitanima" da Fuji TV, "Moyashimon" é baseado no super premiado mangá de Masayuki Ishikawa, vencedor do Tezuka Osamu Cultural Prize 2008 e do Kodansha Manga Awards 2008, entre outros. O fato de uma série ser baseada num mangá aclamado por público e crítica nem sempre é garantia de qualidade, mas no caso de "Moyashimon", a equipe do estúdio Shirogumi fez um excelente trabalho, nesta que é sua estréia no mundo da animação.

Tadayasu Sawaki é um garoto com uma habilidade incomum: ele consegue ver e falar com microrganismos, os quais aparecem para eles como entidades bonitinhas e com vozes ainda mais "kawaii". Filho de um produtor de "kouji" (mofo que transforma amido em açúcar) e calouro do curso de Agricultura numa universidade em Tóquio, Tadayasu se lembra dos apertos que já passou em sua terra natal por conta de seu talento bizarro, e sabe que precisa manter segredo quanto a isto. A única pessoa que conhece suas habilidades de antemão é o amigo de infância Kei Yuuki, filho de um produtor de saquê.

A verdade é que torna-se muito difícil manter as aparências, especialmente quando se enxerga o mundo de forma totalmente diferente das pessoas em geral. Ambientes aparentemente limpos e puros aparecem infestados de micróbios aos olhos do pobre Tadayasu, e o fato destes mesmos micróbios falarem sem parar com ele não ajuda muito.

Tadayasu é aconselhado pelo avô a visitar o Prof. Itsuki Keisou, uma personalidade pra lá de estranha e que estuda a fundo a fermentação dos alimentos. O Prof. Itsuki já conhece a fama de Tadayasu, e sabe da importância de se manter segredo absoluto em relação ao talento do jovem rapaz, uma mina de ouro em potencial. E este mesmo talento gera raiva e ciúmes em Hasegawa Haruka, doutoranda gostosíssima, muito temperamental e que não aceita o fato de um garoto ainda cheirando a leite saber tanto sobre microrganismos.


A grosso modo, cada um dos episódios possui algum caso ligado à fermentação dos alimentos, e ao final sempre há o "Teatro das Bactérias", uma pequena aula apresentada pelos próprios microrganismos em destaque no episódio em questão. Mesmo que "Moyashimon" fosse uma série chata, ninguém poderia reclamar da falta de conteúdo, pois cada capítulo é uma verdadeira aula de biologia.

Felizmente o anime está longe de ser chato. Contando com uma animação excelente e um desenho de personagens bonito e expressivo, "Moyashimon" é uma série hilária, e as expressões SD do pobre Tadayasu frente a algum evento que apenas ele enxerga já valeriam o anime como um todo. Merece destaque a apresentação, que mistura filmagens reais com micróbios produzidos em CGI.

Os personagens também são muito bons, e mesmo que sejam um pouco clichês em alguns aspectos (gostosona inteligente e estourada de roupas curtíssimas, professor enigmático, amigo que serve como âncora emocional), no geral eles são bem convincentes e fazem com que o espectador se interesse para valer na história pessoal de cada um e no relacionamento que se desenvolve entre o grupo, micróbios inclusos. Afinal, sem eles a série não teria razão de existir.

Com uma história interessante e educativa e um humor de primeira linha, "Moyashimon" tem até um pouquinho de drama, com a luta interna de Tadayasu para aceitar ou não o seu dom, sem saber se é valorizado pelo talento que possui ou pela pessoa que é. Kei também tem uma questão pessoal fundamental a ser resolvida na história, um fator abordado de forma muito elegante pelo roteiro.



Se tantos elogios não são suficientes para convencê-lo de que "Moyashimon" é uma obra que merece ser conhecida e divulgada, quem sabe a curiosidade não possa dar uma mãozinha? Afinal, em que outro anime você aprenderia o que são o "kiviak", o "hong oe-hoe" e o "surströmming"? Curioso para saber? Assista ao anime e descubra.

PS: Uma curiosidade: o prédio do Departamento de Agricultura retratado em "Moyashimon" é, digamos, "inspirado" na Universidade de Coimbra. Até mesmo a bandeira é quase idêntica à de Portugal, exceto pelo símbolo. Confiram mais detalhes neste artigo


Marcelo Reis


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário