sábado, 16 de fevereiro de 2013

The Wings of Honneamise (Movie)

OBS: Resenha publicada originalmente no Animehaus em 02/08/2005.

Alternativos: Royal Space Force, Oritsu Uchuugun - Honneamise no Tsubasa
Ano: 1987
Diretor: Hiroyuki Yamaga
Estúdio: Gainax / Bandai Visual
País: Japão
Episódios: 1
Duração: 125 min
Gênero: Drama / Guerra / Sci-Fi


Hoje em dia, após sucessos incontestáveis como "Neon Genesis Evangelion" e "Kareshi Kanojo no Jijou", o nome "Gainax" é um dos mais fortes no universo dos animes. Suas obras refletem o trabalho de uma equipe talentosa, visionária e apaixonada pelo que faz, além de exibir uma coragem invejável na hora de abordar temas polêmicos. Quem já assistiu ao aparentemente inocente Ebichu sabe bem do que estou falando.

Não é qualquer estúdio de animação que pode se gabar de ter estreado no mercado com uma produção tão ambiciosa quanto Wings of Honneamise. Como muitos devem saber, a Gainax começou como um grupo de talentosos amigos apaixonados por animação e que queriam uma chance para entrar neste mercado promissor e extremamente competitivo. Após criarem, por conta própria, alguns minutos de animação do que viria a ser tornar "Wings of Honneamise", a Gainax impressionou a tal ponto os engravatados da Bandai Visual que conseguiram, para sua obra de estréia, o humilde orçamento de 800.000.000 de ienes, algo próximo a 8 milhões de dólares!

Foi uma cartada de coragem da Bandai Visual, tendo em vista que, à época, o único nome realmente conhecido que viria a se envolver na produção era o de Ryuichi Sakamoto, famoso músico e compositor japonês, e futuro ganhador do Oscar de Melhor Trilha Sonora (ao lado de David Byrne e Cong Su) pelo filme "O Último Imperador". Nomes que se tornariam conhecidos no futuro, como Hideaki Anno, Yoshiyuki Sadamoto, Hiroyuki Yamaga e Hiromasa Ogura, representavam apenas talentos obscuros procurando seu espaço no "show business". A verdade é que estes talentos eram realmente extraordinários e mostraram que viriam para ficar de vez: poucas vezes na história do cinema uma obra de estréia conseguiu atingir tamanho grau de beleza, eficiência e encantamento. Pena que o público japonês não correspondeu nas bilheterias: Wings of Honneamise é, até hoje, considerado um dos maiores fracassos financeiros dentro da indústria cinematográfica japonesa.

Shirotsugh Lhadatt, ou simplesmente Shiro, é o que podemos chamar de um cara normal. Vindo de uma família de classe média, Shiro nunca conheceu o lado bom ou ruim da extrema pobreza nem da riqueza abundante. Seu sonho era entrar na Marinha do Reino de Honneamise para pilotar aviões, mas suas notas nunca foram boas o suficiente para permitir tal feito. Desta forma, só lhe restou uma opção: juntar-se à Royal Space Force.

A RSF é um grupo considerado de segunda linha dentro das instituições militares. Seus membros, assim como suas atividades, são motivos de constantes chacotas por parte da Força Aérea em geral. As razões para tal desprezo são várias: a simples idéia central por trás da existência da RSF, "construir uma nave que possa ir ao espaço e voltar em segurança", é considerada algo estúpido e inútil, os gastos para manter tal estrutura são absurdos, os projetos de vôo são considerados pura loucura, e por aí vai.


A verdade é que Shiro não liga para nada disto. No fundo, sua personalidade preguiçosa e largada só quer mesmo é passar o tempo e receber seu dinheirinho no final do mês até que consiga um novo emprego. Mas muita coisa começa a mudar quando conhece Riikuni Nonderaiko, uma bela e simples garota que distribui panfletos na rua para pessoas que buscam a salvação da alma neste mundo problemático, cheio de guerras e injustiças. O choque de idéias entre a mente materialista e comodista de Shiro e as idéias espiritualistas e combativas de Riikuni podem ter conseqüências imprevisíveis não apenas no destino de ambos, mas de toda a nação.

Acreditem: quanto menos souberem sobre o enredo, melhor. Falar muito sobre o que acontece ao longo da história pode estragar a maravilhosa experiência de se assistir a este fenomenal anime, uma obra de arte em todos os sentidos. É impressionante a capacidade dos membros da Gainax em criar um anime de estréia tão completo, deslumbrante do ponto de vista técnico e com uma história comovente que não apela para a pieguice. O excelente roteiro de Hiroyuki Yamaga (diretor de Mahoromatic e Abenobashi Mahou Shouten Gai) não acelera o ritmo da história, deixando que os fatos fluam tranqüilamente e permitindo que nós, espectadores, nos identifiquemos com as situações e conflitos vivenciados pelos excelentes personagens, balanceando brilhantemente o humor e o drama. O que começa como uma história simples e cômica sobre a realização dos próprios sonhos se transforma em algo mais complexo, mostrando a manipulação das massas pelos meios de comunicação, a necessidade de se criar heróis com os quais o povo possa se identificar, toda a corrupção e interesses existentes por trás das fachadas de instituições "altruístas", e muito mais. Até que ponto todo o avanço tecnológico existente significa realmente uma evolução? Justifica-se o eterno ciclo de mortes e guerras vivenciado pela humanidade em prol de uma causa maior?

Interessante notar que, apesar das críticas às instituições e à humanidade em geral, o roteiro de Hiroyuki Yamaga não é parcial. A humanidade comete muitos pecados, mas também possui muitas virtudes. O avanço causa problemas, mas também traz muitas coisas boas. Como atingir o equilíbrio em todo este processo é o grande "X" da questão.

Eu poderia falar horas sobre a parte técnica mas prefiro que cada um tire suas próprias conclusões. Só posso dizer que Wings of Honneamise, um anime produzido em 1987 sem nenhum auxílio de CGI, continua sendo uma das obras de animação mais impressionantes nos aspectos visuais. Não existe um único frame no qual a atenção quase doentia aos detalhes das expressões faciais, à animação insanamente fluida ou à perfeição no uso de luz e sombras tenha passado em branco... um deslumbre inigualável, uma obra de arte.

O retumbante fracasso financeiro de Wings of Honneamise poderia ter sido o fim da Gainax. Felizmente, tal fracasso não privou os fãs dos grandes animes produzidos por este excelente estúdio nos anos seguintes. Por alguma razão misteriosa, esta pequena empresa conseguiu sobreviver a este tremendo baque, cresceu aos poucos e se tornou a potência que é hoje.



Mesmo levando em conta a excelência de obras como "Karekano" e "Evangelion", considero "Wings of Honneamise" a obra máxima da Gainax. Pode ser que eu receba novas ameaças de morte por colocar "Honneamise" acima de "Evangelion", mas paciência: é preciso agüentar as conseqüências.


Marcelo Reis


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário