quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Oseam (Movie)

OBS: Resenha publicada originalmente no Animehaus em 28/02/2005.

Ano: 2003
Diretor: Baek-yeob Seong
Estúdio: Mago21
País: Coréia do Sul
Episódios: 1
Duração: 75 min
Gênero: Drama



A mentira tem dois lados. Um, que arruína e destrói, mas também outro, que pode dar forças para suportar um mundo incapaz de compreender como uma tragédia pode mudar a vida de duas inocentes crianças. Gami e Guilson estão à procura de sua mãe desaparecida. Sozinhos no mundo, eles buscam um destino, um rumo para suas vidas, um caminho para não desistirem de lutar pela própria existência.

A história começa numa brincadeira boba no início do inverno. Guilson corre atrás de um cãozinho e deixa Gami atravessando sozinha o meio de um rio de águas geladas, mas ela acaba caindo. O cãozinho roubou a comida de dois monges e está fugindo de um gato do mato. Encurralado, acaba por subir em uma árvore; sendo salvo posteriormente por Guilson. 

Gami esta molhada e com muito frio. Sentada ao lado de uma árvore, ela censura Guilson, pois "se ele não a tivesse deixado sozinha, ela não teria caído". Mas o travesso Guilson já esta subindo na árvore, curioso sobre o pacote que estava com o cão, e acaba dependurado em um galho mais alto. É óbvio que Guilson fica preso sem conseguir descer da árvore, deixando sua irmã sentada, chorando sem poder ajudar. Até que não seria muito difícil ajudar, tendo em vista que Guilson está a uns 2 metros do chão, mas devo acrescentar um detalhe que impediu Gami de ajudar seu irmão: ela é cega. Ambos acabam sendo resgatados pelos mesmos monges dos quais o cão havia roubado o pacote.




Gami é uma jovem de mais ou menos uns 12 anos, perseverante, lutadora, mas incrivelmente meiga e gentil com seu irmão Guilson. A vida cotidiana de orações junto ao monastério é introduzida de forma suave e complementada pelas travessuras de Guilson. Horas intermináveis de meditação interrompidas por brincadeiras de uma criança sapeca.

Mas parece que a tragédia está caminhando lado a lado com estes jovens órfãos. A história é bem mais profunda do que parece. Tragédia, dor, separação, mentira, saudade... tudo parece acompanhar os ensinamentos máximos da religião budista, culminando num final inspirado. Este é mais um retrato da evolução dos animes pelo mundo, mais um desenho animado coreano com uma história profunda e com forte teor religioso, pois desde o início nota-se um evidente apelo ao companheirismo, amizade e amor incondicional.

Adaptado de uma história publicada em 1983 por Jeong Chae-Bong, foi produzido em 2002 e dirigido por Sung Baek-Yeop (que se move na mesma linha do também coreano Kim Moon-Saeng, diretor do maravilhoso "Wonderful Days"), é mais um exemplo de filme "anime" produzido fora do Japão. Ambos os diretores já estão sendo comparados a grandes gênios da animação mundial como Rin Taro, Yoshiaki Kawajiri e Satoshi Kon. 



Já devem estar se perguntando se estou exagerando, certo? O único jeito de saber é assistindo a este belo filme e tirarem suas próprias conclusões. Não me atreveria a comparar este filme "anime" com "Túmulo de Vagalumes" ou mesmo com o próprio "Wonderful Days", mas certamente a Coréia do Sul já acertou o caminho.

"hona koko djá, Guilson"... Gami

Cátia Nunes

Um comentário: