quinta-feira, 16 de outubro de 2014

The Song of the Wind and Trees (OVA)

OBS: Resenha publicada originalmente no Animehaus em 24/04/2005.

Alternativos: Kaze to Ki no Uta SANCTUS -Sei naru kana-, The Poem of Wind and Trees
Ano: 1987
Diretor: Yoshikazu Yasuhiko
Estúdio: Studio Gallop
País: Japão
Episódios: 1
Duração: 60 min
Gênero: Drama / Romance



Traduzido como "A Canção do Vento e das Árvores", é um típico anime "shonen-ai" (relação entre rapazes), levado às telas em 1989 e cuja história se baseia em um clássico escrito por Takemiya Keiko. Retrata de forma dramática e trágica a vida de um jovem que teve seu coração partido e, por esta razão, está quase enlouquecendo.

Na cidade de Provence, França do século XIX, o anime conta em "flashback" a história de Serge Batouille, agora quase adulto, retornando à sua antiga escola. Ele é filho único de um nobre casado com uma cigana mas que, devido aos infortúnios da guerra, acabou morrendo jovem e deixando-os sozinhos. Serge, passeando pela escola, relembra de todos os locais por onde passou, as situações que viveu até chegar à porta de seu antigo quarto, onde apenas ouve-se um doce sussurro de sua voz ecoar antes do início da história.

"I'm back now, Gilbert"

Ambos dividiram o mesmo quarto, mas na sua primeira noite na escola, quando Serge chega a seu quarto, Gilbert não esta lá e acaba recolhendo-se mesmo sem saber quem é seu companheiro de quarto. No meio da noite, ele é acordado por um belo jovem de olhos claros e rosto formosamente afeminado... Gilbert. 



Serge é um jovem incrivelmente talentoso e bonito, inteligente, excelente em esportes (principalmente hipismo) e toca piano como poucos, pois além de possuir um talento inato, fôra ensinado desde muito jovem por seu pai, que durante a juventude estudou nesta mesma escola.

Gilbert é um jovem que fôra abandonado pelos pais e criado pelo tio, um homem muito rico que financia a escola, chamado August Beau. Ele não demonstra muita emoção, a não ser quando esta perto de August, que o domina sadicamente e, graças à sua influencia, faz com que as ações de Gilbert sejam toleradas e encobertas.

Pra quem já esta querendo subir pelas paredes de ódio, não faça!! Este anime foi feito para poucos. "The Song of Wind and Trees" é cheio de motivos, razões... e acima de tudo ...cheio de amor... nada feio ou apelativo mas, sim, carinhoso e insinuante. As cenas não aparecem fortes, elas são planejadas, cada uma dentro do contexto. Cada personagem com seus dramas e suas alegrias, a vida de dois jovens e os que conviveram com eles, como um relato em imagens de como foi a juventude. 

Tecnicamente, posso dizer que, para um anime produzido em 89, ele está em plena forma, pois a animação é sem pretensões nem efeitos mirabolantes. Os cenários trabalhados e belos da antiga França, retratando suas construções e trajes de época, são um deleite para os olhos. A parte sonora é um verdadeiro "show", posso citar como exemplo a corrida desesperada de Gilbert pelos campos de Provence após ler uma carta, cena que é maravilhosamente embalada pela doce melodia de Chopin para piano chamada de "Elude".


Seu enredo é diferente, nada apelativo, onde tudo tem um propósito, e justamente por isso pode não agradar a todos, pois o excesso de elaboração tornou a história lenta. Mas tenham paciência e assistam até o final. Vale a pena em muitos aspectos. Não fechem os olhos, pois estarão perdendo um belo e romântico anime.
Cátia Nunes

Nenhum comentário:

Postar um comentário