quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Aachi & Ssipak (Movie)

Ano: 2006
Diretor: Jo Beom-jin
Estúdio: JTeam Studios
País: Coréia do Sul
Episódios: 1
Duração: 90 min
Gênero: Ação / Comédia / Sci-Fi


Alguém quer brincar de vidente? Então vamos lá: farei uma breve descrição sobre "Aachi & Ssipak", animação sul-coreana que levou nada menos que oito anos para ser produzida. Ao final, você precisará descobrir se, de acordo com a descrição, esta animação é legal ou não. Vamos nessa?

O mundo ficou sem nenhuma fonte de energia. A população construiu uma nova cidade, gerando uma nova energia a partir de seus excrementos. Seus líderes anunciaram duas legislações referentes à geração e ao controle desta energia:

1) Instalação de um chip de identificação no ânus de cada cidadão, para monitorar seus níveis de defecação;

2) Em troca, oferecer aos cidadãos defecadores uma recompensa: deliciosas barrinhas azuis suculentas, semelhantes a picolés e que viciam seus usuários.

Os níveis de defecação subiram à estratosfera, mas a cidade ficou cheia de viciados nas tais barrinhas. O tráfico ilegal destas barras tornou-se epidêmico, e seus efeitos colaterais geraram uma multidão de mutantes baixinhos e idiotas, que criaram uma gangue para roubar barrinhas. São conhecidos como "Gangue da Fralda".

É neste mundo que vivem Aachi, com seu cabelo vermelho arrepiado e óculos esverdeados, e seu amigo Ssipak, com sua lustrosa careca e torso sempre à mostra. Os dois são traficantes "meia-boca" que passam o dia roubando as barrinhas suculentas dos usuários de banheiros públicos pela cidade. Vivendo de migalhas e precisando lidar com os verdadeiros manda-chuvas da cidade, que controlam o tráfico de dentro da prisão, Aachi e Ssipak podem ter a chance de "tirar o pé da lama" com a entrada em cena de Beautiful, atriz que busca um lugar ao sol no mundo do cinema pornô e que tem uma característica muito peculiar ligada às defecações.

Gente, fala sério! Esta brincadeira de vidente está de cartas marcadas! Afinal, é impossível uma animação com um enredo tão maluco ser ruim, certo? CERTO??!!

RESPOSTA ERRADA!!!  :D

É triste dizer isto, mas idéias interessantes e ousadas nem sempre são garantias de uma obra interessante. É preciso pelo menos uma junção de bom roteiro com personagens convincentes e, claro, um diretor que consiga costurar toda a trama, de forma a deixá-la empolgante e cativar a atenção do público. Assim como acontece com a maioria das animações sul-coreanas, "Aachi & Ssipak" foi um fracasso financeiro dentro do próprio país. Onde foi que o diretor / roteirista Jo Beom-jin errou a mão? Descobriremos logo, logo...


Mas antes, para não dizerem que sou um desgraçado destruidor de boas reputações, vamos às coisas boas em "Aachi & Ssipak". A premissa é realmente muito interessante, e em alguns momentos ela é explorada de forma satisfatória. Tudo no mundo retratado nesta animação gira em torno do cocô: propagandas de TV, noticiários, até mesmo um concurso chamado "Rei da Defecação", tudo é voltado ao incentivo ao "número dois", numa devoção quase religiosa aos excrementos. O sexo anal é considerado crime grave, passível de pena de morte, pois o ânus é considerado local sagrado. Nada pode entrar, só o cocô tem permissão pra sair. :)

Os primeiros 20 minutos são incríveis! Com um animação de visual 2D num ambiente 3D de excelente qualidade, além de cenários de cair o queixo, "Aachi & Ssipak" começa num ritmo alucinante, mostrando de cara que os tais mutantes não estão para brincadeiras quando o assunto são as barrinhas suculentas. Esta é mais uma animação com um estilo visual que lembra "Dead Leaves" e "FLCL", com tomadas de câmera louquíssimas, mas sem a piração meio SD (Super Deform) que existe nos animes supracitados. E, caramba, como "Aachi & Ssipak" é violento! Perdi a conta da quantidade de cabeças cortadas e corpos despedaçados que apareceram antes mesmo que o título da animação surgisse na tela. É isto aí, pessoal: totalmente impróprio para menores e até mesmo para adultos mais sensíveis.

Mas aí chegam os "poréns" e, gente, eles são muitos! Primeiro, por mais que estilo visual seja algo muito subjetivo, acho difícil alguém dizer que gostou do "chara design" desta animação. Personagens com pernas muito curtas em relação ao tronco, com feições não muito harmônicas e, para piorar, os dentes!! Dentes e dentes na cara o tempo todo, não importa se o personagem está rindo, chorando ou dormindo, parece que ninguém possui lábios neste desenho. Mentira: Jimmy, o diretor esquisitão de cabelo afro, e a própria Beautiful devem ter roubado os lábios de todos os outros personagens. E por acaso eu já falei dos dentes? Ah, foi mal, o trauma foi grande...

A animação, apesar de muito legal na maior parte do tempo, tem alguns momentos meio "meh", nos quais o 3D não se encaixa do jeito que deveria. Mas isto é um probleminha menor. Duro mesmo é ter que aguentar os personagens chatíssimos, tão chatos que, no fim das contas, acabamos não torcendo pra ninguém. Prêmio "Voz de Taquara Rachada" para a insuportável dublagem de Beautiful, que consegue estragar praticamente todas as cenas em que aparece.

Mas o grande, imenso, gigantesco problema de "Aachi & Ssipak" é ser uma obra cansativa. Muita gente diz que ele lembra de alguma maneira o estilo de "Ren & Stimpy", e concordo com isto. Mas as loucuras de "Ren & Stimpy" funcionavam porque cada esquete durava apenas 10 minutos - e olha que alguns deles eram chatos pra burro! Segurar as pontas durante quase 90 minutos de loucura e gritaria é tarefa hercúlea para qualquer um, e o estreante Jo Beom-jin não conseguiu dar conta do recado. As cenas de ação já não parecem mais tão empolgantes, os exageros perdem a força e a gritaria irrita o espectador, que começa a olhar o relógio sem parar, doido para que tudo aquilo acabe logo. E há ainda "homenagens" forçadas a filmes como "Aliens", "Louca Obsessão" e "Indiana Jones e o Templo da Perdição" que não acrescentam absolutamente nada ao resultado final.



Como estou virando o "Marcelinho Paz e Amor", quero evitar dizer coisas como "não percam seu tempo com esta animação" ou "se assistirem a isto, tomara que seus olhos vazem!". ^_^  É melhor que cada um assista e tire suas próprias conclusões. Talvez eu seja até mesmo uma exceção aqui, já que li várias resenhas favoráveis por aí. "Aachi & Ssipak" tem, sim, qualidades positivas, e merece ser visto pelo menos pela premissa interessante e pelos 20 min iniciais. O resto... bem, aí a responsabilidade é de cada um. Se seus olhos vazarem mesmo, não me acusem de nada! ^_~


Marcelo Reis


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário