sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Angel Densetsu (OVA)

Alternativos: Angel Legend / Legend of the Angel
Ano: 1996
Diretor: Yukio Kaizawa
Estúdio: Toei Animation
País: Japão
Episódios: 1
Duração: 46 min
Gênero: Drama / Comédia


Começando o texto já com uma pequena confissão: "Angel Densetsu" me divertiu tanto que minha intenção inicial foi escrever esta resenha sob influência etílica. :D   Mas depois pensei melhor e deixei a idéia de lado, pois sabe-se lá as indiscrições que um webmaster-preguiça poderia escrever com algumas "biritas" na cabeça, né? De toda forma, a idéia de uma "resenha bebum" ainda não foi abandonada de todo. Se tiverem sugestões de animes para serem resenhados desta maneira, sou todo ouvidos. ;)

Chega de papo furado e mãos à obra! "Angel Densetsu" foi mais uma preciosidade que descobri através da excelente coluna "Buried Treasure", publicada por Justin Sevakis no ANN (http://www.animenewsnetwork.com/buried-treasure/archive) e que, infelizmente, não é mais atualizada desde 2011. "Angel Densetsu" foi lançado apenas em VHS no Japão, e é um anime tão obscuro que dificilmente você encontrará dados técnicos confiáveis a seu respeito. O número de episódios é um exemplo: enquanto o ANN diz que foram lançados 2 OVAs de 45min cada, o AniDB diz que existe apenas um OVA de 45min. Esta resenha se baseia na única versão disponível na internet, um fansub contendo 2 arquivos de 23min cada, totalizando 46min.

"Angel Densetsu" foi baseado no mangá homônimo de Norihiro Yagi, mais conhecido atualmente como o autor/desenhista do sucesso "Claymore". O mangá de "Angel Densetsu" obteve um sucesso considerável à época de seu lançamento, com um total de 15 "tankoubon", e esperava-se que o anime seguisse o mesmo caminho, o que infelizmente não aconteceu. É uma pena, pois a julgar pelos curtos 46min deste OVA, muita coisa boa ainda viria pela frente.

Seiichiro Kitano tem a alma de um verdadeiro anjo. Excelente aluno, ótimo filho, educadíssimo, possui um coração puro e está sempre disposto a ajudar o próximo, não importando os riscos que ele próprio venha a correr em função disto. Um cara assim é o amigo que todo mundo gostaria de ter por perto, o namorado ideal, o genro com o qual toda sogra sempre sonhou, certo? Depende: se a pessoa em questão possuir a face mais demoníaca e assustadora que já apareceu na face da Terra, certamente haverá controvérsias a respeito.


"Angel Densetsu" gira basicamente em torno desta premissa e das confusões que dela resultam. Não importa o que o pobre Seiichiro faça em sua busca para conquistar amigos dentro de sua nova escola, a sua fama de "demônio indestrutível" espalha-se como uma praga, e ele começa a ganhar status de lenda dentro e fora do colégio. Até mesmo os membros da gangue escolar querem distância dele, imaginando que ele seja um drogado, o mal supremo encarnado.

O que faz "Angel Densetsu" funcionar às mil maravilhas é a capacidade do diretor Yukio Kaizawa de explorar ao máximo esta premissa, e o mais importante, de forma absolutamente hilária. O contraste entre o que se passa na mente de Seiichiro e o que os demais personagens enxergam mostram bem como as pessoas fantasiam em excesso, imaginando situações que, na realidade, não têm nada daquilo em que pensam. Cada confusão em que Seiichiro se envolve inadvertidamente gera uma espiral de novos eventos, e quando o espectador acha que não há como o pobre coitado se safar desta vez, algo acontece... e a lenda torna-se mais forte. :) Destaque para a reação nada ortodoxa do protagonista quando encontra-se excitado, nervoso, empolgado ou desesperado; uma corrida insana com os braços para o alto, e soltando um grito que só ouvindo para crer.

Tecnicamente, "Angel Densetsu" não é extraordinário, mas também não compromete. É um OVA típico dos anos 90, com um belo trabalho de arte em acetato, animação simples e com alguma repetição de células aqui e ali. O desenho de personagens é muito eficaz, especialmente no caso da aparência demoníaca de Seiichiro, pois caso o personagem não passasse uma sensação de ameaça real, todo o enredo do anime poderia desabar. A trilha sonora também é bem característica da época, toda realizada em sintetizadores e teclados arranjadores, com aquelas baterias de som choco e linhas de "synth" estridentes e estaladas - meio brega, mas eu adoro. :)

Assim como eu havia comentado na resenha de "Dragon Half", minha única queixa a respeito de "Angel Densetsu" é a completa ausência de final. Muita coisa acontece ao longo deste OVA, deixando uma quantidade imensa de ganchos abertos para futuros episódios que, infelizmente, nunca foram produzidos. Há inclusive algumas cenas adicionais após os créditos finais, mostrando o surgimento de novos personagens e eventos prestes a bagunçar ainda mais a já tumultuada vida de Seiichiro. Uma pena realmente que os OVAs tenham sido cancelados tão no início.



Mesmo com este imenso porém do "não-final", recomendo "Angel Densetsu" com a consciência tranquila. No mínimo você poderá esquecer um pouco das dores de cabeça provocadas pela correria diária, rindo a valer com as desventuras do "cara de demônio". E para quem quiser conhecer um pouco mais da história, felizmente existe o mangá para saciar a curiosidade.


Marcelo Reis


 

9 comentários:

  1. haha ja assisti esse OVA ri muito ... boa resenha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu pelo comentário, Henrique! Bom saber que gostou do texto, e é verdade, este anime faz a gente rir demais! :)

      Excluir
  2. o manga tambem ficou sem fim o autor alegou que não tinha mais o que inventar e terminou sem um definitivo mais mesmo assim foi 10

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Adriano, mas mesmo com o mangá sem final, bem que o pessoal poderia ter adaptado só mais um pouquinho pro anime, já que a série é realmente hilária. :D

      Obrigado pela mensagem, e um grande abraço!

      Marcelo Reis

      Excluir
  3. Cara tem como manda o link do ova??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, se você procurar por Angel Densetsu no YouTube, têm vários vídeos com legendas em inglês. Infelizmente, acho que ninguém traduziu pro português.

      Excluir
  4. deveriam voltar a rescrever assistir e gostei simplismente carismatico e unico amo desenhos assim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário, Ana Lúcia! Confesso que não cheguei a ler o mangá, então não sei se o final que colocaram ali foi bom ou não. Mas no caso do anime, chega a ser quase um crime terminar tão no ar assim.

      Excluir