sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Trapeze (TV)

Alternativos: Kuchuu Buranko; Welcome to Irabu's Office
Ano: 2009
Diretor: Kenji Nakamura
Estúdio: Toei Animation
País: Japão
Episódios: 11
Duração: 30 min
Gênero: Comédia / Psicológico



Cada episódio de Trapeze mostra um dos casos que chegam ao excêntrico (para pegar leve) psiquiatra Irabu Ichiro. Cada paciente chega com um problema diferente, apesar de muitas vezes a doença ser a mesma, e o anime acompanha o tratamento pouco convencional administrado pelo “mui normal” Irabu. O anime se passa na semana entre o dia 17 de dezembro e o Natal, e é comum outros pacientes do Irabu aparecerem antes ou depois de sua própria história e até influenciarem, sem saber, as histórias dos outros pacientes. O anime é baseado numa coleção de contos que também já virou série de TV e peça de teatro.

Tendo sido criado pela mesma equipe que nos trouxe o excelente Mononoke, o anime tem uma parte visual nada convencional. Ele mistura rotoscopia 3D (procurem na Wikipédia), cenas em live action e, é claro, animação tradicional. Além disso, o anime usa as cores de forma até exagerada, para representar as personagens e situações. Para as atuações reais, foram usados como modelos os próprios dubladores dos personagens e, em certos momentos, o anime troca o rosto do personagem 2D pelo rosto do dublador. O resultado ficou interessante. Também é divertido ver as pessoas não relacionadas com a trama, que são representadas como pessoas de cartolina.

O personagem principal, Irabu, é uma figuraça. Além de ter uma sala e métodos nada convencionais, ele tem a tara de ver pessoas recebendo grandes injeções e faz a sua linda enfermeira Mayumi (cuja voz e corpo são interpretados pela bela Yumi Sugimoto) aplicar uma injeção de vitaminas em todos os seus pacientes. No início parece só "fan-service", mas isso serve à narrativa, pois, após receber a injeção, a cabeça do paciente é trocada pela de um animal que representa sua condição e, sempre que acontece algo relacionado ao problema psicológico do paciente, essa “forma animal” se manifesta. O próprio Irabu tem a sua, uma cabeça de urso, que ele intercala com uma forma jovem e uma forma de criança. Vale lembrar que tudo isso são metáforas visuais, ninguém se transforma no anime.


A dublagem é muito boa, com gente consagrada interpretando os pacientes. A trilha sonora é composta, na maior parte do tempo, só por sons que marcam o clima da situação. Não se destaca, mas é eficiente. Os temas de abertura e encerramento são músicas eletrônicas meio alternativas, mas que grudam na sua cabeça bem fácil.

Apesar de mostrar as pessoas ficando doentes devido aos problemas da vida, no fim das contas, Trapeze é um anime “feel good”, com todos os personagens entendendo o motivo de suas doenças e/ou tentando resolver seus problemas ou aprendendo a conviver com eles, tudo isso de uma forma bem-humorada. O anime inclusive termina com uma mensagem bem positiva. Outra coisa legal em Trapeze é mostrar que personagens com problemas psicológicos não precisam ser psicopatas ou doidos varridos, como em vários animes que se dizem “cerebrais”, e que esses problemas não precisam de grandes traumas para surgirem.

Mas como nem tudo são rosas, Trapeze tem seus problemas. O principal é o fato de ser um anime que sempre segue uma fórmula. Todo episódio é estruturado da mesma forma. Enquanto isso não é problema durante os episódios mais interessantes e engraçados, em alguns isso é um pouco chato. Outro defeito é não ter nenhuma paciente. Inclusive, pacientes mulheres do livro foram transformadas em pacientes homens no anime. Seria interessante ver como o Irabu trataria uma mulher. Por fim, o último defeito digno de nota do anime é não mostrar nada sobre o Irabu. Com certeza, um cara daqueles tem uma história no mínimo interessante, mas o anime não mostra seu passado ou como é sua vida fora do trabalho. 


     
A parte visual de Trapeze é bastante diferente e pode dar um pouco de trabalho para se acostumar, mas depois é fácil apreciar o trabalho dos animadores. Quem não se espantar com isso, vai encontrar em Trapeze um anime divertido, inteligente e que te faz se sentir bem.


M4rc0 AFRL



Nenhum comentário:

Postar um comentário