sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Asatte no Houkou (TV)

OBS: Resenha publicada originalmente no Animehaus em 04/10/2008

Alternativos: A Direction of the Day After Tomorrow
Ano: 2006
Diretor: Katsushi Sakurabi
Estúdio: J.C. Staff
País: Japão
Episódios: 12
Duração: 24 min
Gênero: Drama / Romance



A vida parece ser um saco para alguns, não é? Muitos andam inconformados com o que são e, no fim, vêem que a vida acabou sendo enfiada em um saco furado. Apesar desse comentário assustador, “Asatte no Houkou” (que numa tradução livre significaria “Em Direção Ao Dia Depois do Amanhã) é um anime belíssimo e que vem com uma história amplamente reflexiva. Um belo drama. Foi criado pelo estúdio J.C. Staff e tem o seguinte tema, permitam-me explicar:

Segundo a lenda local, existe uma pedra capaz de realizar o desejo de quem o roga à mesma. Karada Iokawa é uma garotinha de 12 anos que vive sozinha com seu irmão mais velho, Hiro Iokawa. Shouko Nogami é uma mulher de 24 anos que foi namorada de Hiro quando os dois estudavam nos Estados Unidos. No dia em que Shouko volta para o Japão, ela vê Karada fazendo um pedido no altar e descobre que ela é irmã do seu antigo namorado. Logo depois, de modo um tanto forçado, Karada convida Shouko para passar o dia na praia com seu irmão e um casal de amigos: Tetsumasa Amino e Touko Amino.

Após ser chamada de criança pela Shouko (esta claramente irritada) já que Hiro presenteou sua irmã com um par de laços para cabelo, Karada, chateada, corre, já que ela não gosta de ser tratada como uma criança. À noite, mais uma vez Shouko vê Karada orando no altar, mesmo sem saber que ela estava lá. Mas algo diferente acontece dessa vez. A pedra começa a brilhar e surpreendentemente o desejo de Karada se realiza: ela se torna adulta. Mas Shouko vira uma criança de 12 anos! O que ela tem a ver com isso?


Extremamente carregado de sutilezas, desde o próprio traço até as músicas de fundo, Asatte no Houkou prende principalmente pelo drama vivido pelos personagens, já que Karada agora é uma mulher com a mente de uma criança, e Shouko, uma menina com mente adulta. O pior é que, dessa forma, ninguém as reconhece, nem Hiro e nem mesmo Tetsumasa (o melhor amigo da Karada). Tudo fica pior quando Karada decide se mudar para o apartamento da Shouko, pois ela tem muito medo do que está acontecendo e fica muito triste, pois o irmão pode não reconhecê-la (fazendo-as ficarem juntas de qualquer maneira). E é aí que a história segue rumo. E o intuito é exatamente este: mostrar o quão doloroso pode ser trocar de “vida” e como isso pode afetar a todos ao redor.

Os personagens têm suas características marcantes (alguns estereotipados até) e bem desenvolvidos. Ao todo, basicamente são seis: Karada no seu modo normal é bastante alegre, cativante e responsável e que mostra seu lado frágil e inocente quando “adulta”, Shouko é séria e aparenta bastante maturidade e mantém isso o tempo inteiro. Hiro é fumante, caladão e apático (típico), mas que ama muito sua irmã. Tetsumasa, ou simplesmente Tetsu, é o grande amigo de Karada (que, por sinal, a ama também), decidido e bastante precipitado. Touko é a irmã mais velha de Tetsu, que vive sempre dando lições de moral ao irmão. E por último, mas não menos importante (aliás, de grande importância) temos Kotomi Shionzaki, uma menina vivaz e bastante espontânea, parente dos Amino.

O enredo segue uma forma linear e calma, mas nem por isso entediante. Pelo contrário, é o tipo de história que nos faz querer ver o resto no mesmo dia, e poucos animes me deram realmente esta sensação. A curiosidade aumenta a cada episódio e fica sempre aquela pergunta: “Como será que vão resolver isso?”. (Aliás, me permitam abrir um parêntese de ferro aqui pra comentar algo importante: "Asatte no Houkou", antes que pensem errado, não é um anime tristonho e muito menos trágico. Você verá muitos momentos felizes, engraçados e divertidos, mas sempre com a sutileza que um grande anime de drama pode oferecer. Continuemos com a "review" ^^).

A trilha sonora é bastante simples, mas muito sutil também, com belos arranjos de piano (nada de meloso no som). Perfeito para um drama. O design do anime tem bastante qualidade e as cores caíram muito bem, todavia nada de extraordinário. Talvez o que alguns possam reclamar do anime seja o tom melodramático em certos momentos, o que o torna um pouco piegas, mas felizmente isso acontece poucas vezes, raras.



No fim, Asatte no Houkou merece parabéns e deve ser assistido, embora não marque épocas. Se você também aprecia histórias belas e quer deixar um pouco de lado a ação e violência de tantas séries, se quer uma história que se aplica facilmente a vida cotidiana, aí está um grande anime. Com certeza será um ótimo entretenimento.


Marcos França


Nenhum comentário:

Postar um comentário