sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Daicon III (Especial)

OBS: Resenha publicada originalmente no Animehaus em 03/07/2008

Alternativos: Daicon 3
Ano: 1981
Diretor: Hiroyuki Yamaga
Estúdio: Daicon Film
País: Japão
Episódios: 1
Duração: 5 min
Gênero: Aventura / Sci-Fi



Dizem que o talento nasce com as pessoas que a possuem. Mesmo que você tenha pouco ou nenhum recurso para produzir algo, não desista. O que hoje pode parecer simplório, pode ser a chave da porta de um grande futuro.

Produzido em 1981 pela Daicon Film, Daicon 3 foi a primeira produção desse estúdio homônimo que, mais tarde, se transformaria na nossa inconfundível Gainax. O objetivo do OVA era estrear na 20° Convenção Anual de Ficção Científica do Japão, evento, aliás, que ganhou projeção mundial graças às atuações da Daicon no evento.

Antes de analisar o lado técnico do OVA, devemos ter em mente que o anime foi produzido por estudantes universitários totalmente despidos de qualquer tecnologia avançada de animação (aliás, existia alguma ”tecnologia avançada de animação“ em 1980?!) e sonoplastia... mas isso não quer dizer que devamos fingir que os problemas não existem certo?!...

Tecnicamente, Daicon 3 é extremamente tosco, para não dizer desesperador (!). As cores são fracas e monótonas, efeitos de iluminação e sombra seguem o padrão blasé. O traço é adequado, apesar de ser bastante prejudicado pelo colorido e a movimentação. Os cenários possuem a mesma ”qualidade“ já mencionada... A movimentação dos personagens é, como de se esperar, ruim e infestada de falhas visíveis, típicas de produções caseiras. Resumindo, Daicon 3 sofre de (quase) todos os problemas possíveis em relação à parte visual de um anime: ao assisti-lo, espere pelo pior para não correr o risco que achá-lo pior do que realmente é nesse aspecto. Apesar disso, o departamento sonoro é muito bom e merece destaque. Efeitos sonoros e trilha sonora orquestrada conseguem dar um brilho na pintura ‘queimada’ do OVA.


Por outro lado, se Daicon 3 é tecnicamente ”fundo de quintal“, o mesmo não pode se dizer de sua história.

Um dia, uma nave pousa na Terra trazendo consigo dois estranhos astronautas que encontram uma doce garotinha. Eles entregam a ela um copo com água e pedem para que ela o leve em segurança até ”Daicon“.

Se você não conseguiu perceber o quanto a história é bizarra, espere até ver o anime. Daicon 3 compensa sua falta de qualidade técnica com seu enredo totalmente louco em que a graça é não fazer sentido com nada, fazendo uma paródia de animes e filmes de super heróis japoneses e americanos. Durante a jornada da garota até ”Daicon“, uma série de desafios bizarros serão desencadeados sem o menor pudor pela tela. Personagens de produções famosas como Ultraman, Gundam, Star Trek, Godzilla, Star Wars, etc. aparecem pelo caminho, fazendo com que a história tenha ainda menos sentido. A garotinha, que tem a aparência de uma pobre criança indefesa, de repente aparece com super poderes e tiros de canhão portáteis pra todos os lados sem o menor aviso prévio. Agora achou bizarro?! Espere até ver o que é o tal ”Daicon“...! xD

Daicon 3 é um anime que surpreende o espectador, e mesmo com uma produção pobre, consegue roubar alguns sorrisos e até risadas do público. Não há profundidade na história ou exploração psicológica dos personagens, ou seja, um anime ao qual você pode assistir ”sem cérebro“ e ainda achar muito bacana.



Na época de sua estréia, o anime foi muito bem recebido, apesar da critica tê-lo classificado como ”tecnicamente ruim“, e até hoje não há como discordar disso. Daicon 3 é um anime limitado e não esconde isso, entretanto seu enredo supera qualquer expectativa e mostra que mesmo com pouco ou nenhum recurso, é possível fazer algo interessante e promissor.


Emanuel Silva Sena


Nenhum comentário:

Postar um comentário