sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Goodbye Galaxy Express 999 (Movie)

OBS: Resenha publicada originalmente no Animehaus em 24/01/2012

Alternativos: Adieu Galaxy Express 999, Sayonara Ginga Tetsudo 999: Andromeda Shuchakueki
Ano: 1981
Diretor: Rintaro
Estúdio: Toei Animation
País: Japão
Episódios: 1
Duração: 130 min
Gênero: Aventura / Drama / Sci-Fi



Na eterna guerra contra as máquinas, a humanidade está perdendo a batalha. A Terra está destruída, os poucos humanos que restaram lutam para poder sobreviver em meio a tanta destruição e desolação. As máquinas parecem mais fortes do que nunca... O Galaxy Express nunca mais voltou e o planeta Terra cai no esquecimento do resto da galáxia. Tendo em vista os acontecimentos do filme anterior Galaxy Express 999, nada dessa situação está fazendo sentido. O que deu errado?

Produzido pelo estúdio Toei, Goodbye Galaxy Express 999 é o segundo movie da renomada franquia criada por Leiji Matsumoto. O filme foi lançado aproveitando o enorme sucesso alcançado pelo filme anterior e, claro, pela longa série televisiva que havia projetado a série no Oriente.

Tecnicamente, o filme avançou bastante em relação ao anterior, já que os problemas de deformações nos traços dos personagens foi abolido, o que deu um polimento ainda mais lustroso à produção. Muitas sequencias animadas complexas totalmente feitas à mão, cenários grandiosos e muito bem detalhados, ampla utilização de cores e contrastes, trilha sonora orquestrada maravilhosa, ótima dublagem, a já mencionada melhora considerável na movimentação de personagens... enfim, ele é tecnicamente impecável. Um marco na animação oriental que merece todo o reconhecimento conquistado só pela grandiosidade e preciosismo da produção.

Agora, vamos falar do eixo história-enredo...

Goodbye Galaxy Express 999 é uma sequência direta do filme anterior, por isso é REALMENTE necessário assistir ao filme antecessor.


Novamente somos apresentados a Tetsuro, garoto órfão que agora luta contra os homens mecanizados que antigamente desejava ser, pertence ao que restou da brigada humana contra as poderosas máquinas. A Terra está completamente destruída, com todas as suas cidades devastadas devido à guerra que cresceu a proporções inimagináveis. No meio de tanta ruína e desesperança, Tetsuro recebe uma estranha mensagem de Maetel para voltar à estação de trem e pegar o Galaxy Express 999 imediatamente. A tarefa não será nem um pouco fácil, pois esse é um território que as máquinas dominam: entretanto, Tetsuro mal sabe o que realmente lhe aguarda caso consiga pegar o trem...

Ao contrário do movie anterior, este filme demora um pouco para engrenar. O enredo inicia bem, entretanto começa a se perder um pouco com excessos de “mistérios” que aparecem meio deslocados. Mas basta o espectador esperar um pouco mais – e prestar atenção nessas coisas aparentemente sem muito nexo – para perceber o quanto tudo está perfeitamente encaixado. Mesmo com o começo um pouco estranho e que, por um curto momento, faz parecer que vão perder o ritmo, Goodbye Galaxy Express 999 surpreende a todos com um história tão complexa e rica quanto a anterior, cheia de reviravoltas impensáveis e muitas surpresas, tornando-o uma continuação absolutamente imperdível em todos os sentidos. O final é novamente grandioso e cheio de revelações impressionantes, sendo que algumas deixarão ainda mais dúvidas sobre os muitos mistérios que envolvem a franquia.

As naves Arcadia e Queen Emeraldas aparecem com seus respectivos líderes e desempenham papéis muito importantes, brindando a todos com mais batalhas e momentos épicos, feitos para os espectadores provavelmente se lembrarem disto para sempre.



Assim como o anterior, Goodbye Galaxy Express 999 é um filme de muito respeito, maravilhoso em todos os aspectos, e obrigatório para todos os fãs de animação em geral e historias memoráveis. Recomendadíssimo com toda a certeza, e prova que a continuação de um clássico pode, sim, fugir de clichês e ser uma experiência valiosa e única.


Emanuel Silva Sena


Nenhum comentário:

Postar um comentário