sexta-feira, 25 de novembro de 2016

My Last Day (OVA)

OBS: Resenha publicada originalmente no Animehaus em 24/01/2012

Alternativos: Meu Último Dia
Ano: 2011
Diretor: Barry Cook
Estúdio: Studio 4°C
País: EUA / Japão
Episódios: 1
Duração: 9 min
Gênero: Drama / Histórico / Religioso



“Eu prometo que, hoje mesmo, tu estarás comigo no paraíso.”
“Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crer em mim, mesmo que já esteja morto, viverá”.

Produzido pelo Studio 4°C, My Last Day conta a história de Jesus Cristo no momento de sua crucificação. Entretanto, ao contrário da grande maioria de produções que buscam abordar o tema, aqui a história é contada do ponto de vista de um dos ladrões que foi crucificado junto com Jesus.

My Last Day conta com uma produção primorosa, com movimentação de personágens perfeita; intenso detalhamento de cenários e personagens; ótimos efeitos de iluminação e contrastes – privilegiando também o uso das cores; ângulos de câmera bastante interessantes; utilização de efeitos visuais computacionais cirúrgicos e de muito bom gosto; dublagem excelente; trilha sonora eficaz e muito bem aplicada.

Apesar de ser do Studio 4°C, famoso por suas produções ousadas e cheias de efeitos espetaculares, aqui os produtores preferiram algo mais tradicional. Apesar de estar repleto de sequências muito interessantes, o filme tem uma premissa mais séria, como em Kigeki (Comedy), ao invés de algo mais atrevido como Noiseman. De qualquer forma, os produtores conseguem manter uma excelente qualidade técnica neste curta metragem.


A propósito, My Last Day conta uma história curta em poucos minutos. Mesmo com um script simples, ele consegue guardar boas surpresas, e a progressão da história é muito bem orquestrada, utilizando o tempo necessário para apresentar o que está sendo demonstrado. Entretanto, quem nunca ouviu falar ou nada conhece da história de Jesus Cristo vai ficar perdido: por que e pelo quê ele foi condenado? Quem é ele? Por quê aquelas pessoas querem tanto mata-lo? - A menos que você já tenha algum conhecimento, mesmo que prévio, destas repostas, você não entenderá nada do que está acontecendo, pois o anime não se presta em nenhum momendo a explicar nada, e com tão pouco tempo, acho que seria um tanto impossível sem denegrir a qualidade...

Independentemente disto, o maior problema de My Last Day é sua intensa semelhança como o filme "A Paixão de Cristo" do diretor Mel Gibson e distribuído pela 20th Century Fox. Se por um lado o Studio 4°C fez um ótimo trabalho, por outro ficou MUITO pareceido com o filme citado, tanto nas tomadas de câmera como nas várias cenas de violência e crueldade apresentadas em ambas as produções.

Entretanto, o apelo do filme é seu personagem principal que, ao contrário do que possa parecer, não é Jesus Cristo, mas sim o ladrão que é crucificado ao seu lado – e que, aliás, não tem nome. My Last Day busca apresentar a interpretação particular do homem à condenação de Jesus, no que concerne a vê-lo receber o mesmo castigo que está recebendo, e a relação de fé, justiça e sanidade própria e das pessoas envolvidas naquele evento.



Apesar do forte tom messiânico, My Last Day demonstra que a equipe de produção do Studio 4°C é forte o bastante para lidar bem com qualquer história, e que consegue criar um grande filme independente da metragem e do tema a ser abordado.


Emanuel Silva Sena


Nenhum comentário:

Postar um comentário