sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Sonic the Hedgehog (OVA)

OBS: Resenha publicada originalmente no Animehaus em 31/12/2006

Ano: 1996
Diretor: Kazunori Ikegami
Estúdio: Anime World Osaka / Tezuka Productions / Studio Pierrot
País: Japão
Episódios: 2
Duração: 30 min
Gênero: Aventura / Comédia / Fantasia



Depois das "desastrosas" experiências da americana DiC, a Sega decidiu apostar em um novo projeto, desta vez sob os cuidados de seus conterrâneos japoneses. Já que as produções ocidentais não estavam agradando a todos, quem sabe uma produção oriental não alcança melhores resultados...

Produzido em 1996 pela General Entertainment e o Studio Pierrot, Sonic the Hedgehog leva o nome do seu primeiro jogo de consoles, porém a história do anime provém de outro jogo mais recente pra época, Sonic CD. A produção deste anime foi a mesma responsável pelos vídeos de abertura e encerramento deste game. Muitos que participaram da produção do jogo também estãopresentes, além de contar com a participação do próprio criador do personagem, Yuji Naka, e o Sonic Team, estúdio responsável pelos jogos de videogame. Outro dado importante é que esta é a primeira história onde o vilão Eggman não está atrás das "esmeraldas caóticas" para destruir/dominar o mundo, se não for a única.

O planeta Liberdade é constituído por duas dimensões separadas. O mundo externo, onde Sonic e companhia vivem, é conhecido como Terra do Céu. A dimensão interna é conhecida como Terra da Escuridão. Eggman criou uma cidade de alta tecnologia na Terra da Escuridão onde, segundo ele, vive pacificamente. Recentemente chegou à cidade um homem chamado Black Eggman, também conhecido como "Deus da Destruição". Ele atacou e dominou completamente a Eggland, derrotando Eggman com seu batalhão de robôs. Depois disto, Black Eggman constrói um complexo de armazenamento de energia, interferindo no sistema já existente na cidade, um robô-gerador, que entra em contagem regressiva para auto-destruição devido ao colapso. Acuado, Eggman sequestra a família do presidente da Terra do Céu e exige como resgate que Sonic vá até Eggland parar o gerador e salvar sua cidade de uma grande explosão. Mas, será que Sonic deve confiar em Eggman?

Sonic OVA, como ficou mais conhecido, é certamente o mais fiel aos jogos de videogame. Totalmente feito a mão, o traço é eficiente e simples, tanto nos cenários como nos personagens. A animação é boa, mas não chega a impressionar, às vezes utilizando elementos estáticos para caracterizar movimento em cenas de ação. Os efeitos sonoros estão no mesmo patamar, cumprindo o esperado. Na trilha sonora, pouca ou nenhuma mudança, que segue o mesmo estilo "dance" já conhecido da série. Destaque apenas para a música de encerramento, em especial a versão japonesa. A dublagem do anime ficou excelente, os "seiyuus" fizeram um grande trabalho e combinam com o estilo de cada personagem retratado.


Os personagens, aliás, estão muito bem construídos. Sonic continua convencido e "sangue-quente" como de costume, já Tails deixou de ser aquele personagem "super infantil" e que só serve pra atrapalhar. Aqui ele é um exímio construtor e criador de novos equipamentos e máquinas. Muito inteligente e extrovertido, desempenha um papel muito importante na história. Knuckles é a maior surpresa: agora ele é um caçador de tesouros que usa um estranho chapéu. O mais interessante é que ao invés de planar, como nos jogos, ele voa no melhor estilo "Superman". Do lado dos vilões, além do atrapalhado Eggman, você contará com a participação de Metal Sonic, a mais poderosa arma de destruição criada por Eggman.

Outro fator que deve ser ressaltado é o humor contido na série, livre de todas aquelas piadas idiotas, situações idem e idéias gastas dos roteiristas da DiC. Mesmo com toda a temática voltada para o público infantil, Sonic OVA consegue roubar-lhe algumas risadas. Não é algo constrangedor como o humor retardado de outras séries. ^^

O ponto fraco do anime é que, se você não tem ou teve nenhuma relação com os jogos, verá um anime simples, com algumas piadas legais e só. Você não se decepcionará, pelo contrário, mas o fato de ser destinado ao público infantil impede algo mais elaborado.



Uma pena não ter virado uma série, pois este é ainda (bem) mais interessante e inteligente do que o pseudo-nipônico Sonic X. Se você gosta de animes infantis mas está cansado demais para aquelas produções "bobinhas demais da conta", Sonic the Hedgehog é uma boa opção para quem busca algo mais leve sem ser besta. ^^


Emanuel Silva Sena


Nenhum comentário:

Postar um comentário