segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Tales of Vesperia ~The First Strike~ (Movie)

OBS: Resenha publicada originalmente no Animehaus em 03/06/2011


Ano: 2009
Estudio: Production I.G.
Diretor: Kanta Kamei
País: Japão
Episódios: 1
Duração: 110 minutos
Gênero: Drama / Aventura / Fantasia



“Tales of Vesperia” é a mais nova entrada na franquia de games “Tales of Series”, lançado originalmente como exclusivo para Xbox 360, para depois receber uma versão melhorada no Playstation 3 (esta não teve tradução para o Ocidente). Antes do lançamento oficial do jogo, o estúdio “Production I.G.” (End of Evangelion, Eden of the East, Ghost in the Shell) produziu um longa-metragem animado que serve de epílogo, intitulado “Tales of Vesperia ~The First Strike~”.

Muito tempo se passou desde a grande guerra entre humanos e monstros no mundo de Terca Lumireis. Um novo tipo de energia foi descoberta e chamada de “aer”. Quando cristalizada, essa substância toma a forma do que é chamado de “blastia” e essa tecnologia foi empregada no mundo inteiro, apesar de ninguém saber ao certo o que é “aer”.

O filme narra a época em que Yuri Lowell e Flynn Scifo, dois melhores amigos de infância, acabam de sair da academia para treinamento de cavaleiros do império. A divisão em que se encontram recebe a missão de estabelecer uma barreira na pequena cidade de Shizotania para protegê-la de monstros. Porém, uma missão que parecia simples acaba se mostrando muito mais perigosa do que o esperado.


Como um epílogo, The First Strike não faz feio e não falha em entreter durante suas quase duas horas de duração. Apesar de o enredo ser mais centrado em Yuri e Flynn (os protagonistas do jogo), muitos outros personagens carismáticos exclusivos deste filme fazem parte da história, fazendo com que este tenha uma identidade própria e não passando a impressão de ser apenas um caça-níquel. Além disso, temos algumas aparições breves de personagens importantes no jogo, como Raven, Rita e Estelle, entre outros.

A história desse prólogo em si é interessante o suficiente, com suas reviravoltas e desenvolvimento de personagens bem apresentados, além de cenas de violência bem legais, algo que nunca é encontrado nos jogos (talvez por questões de censura) e é muito bem vindo.

Quanto ao visual, o filme não faz feio, como sempre é o caso da Production I.G. A animação tem movimentos muito detalhados e as cores são fortes e vívidas, e o sempre ótimo traço de Kosuke Fujishima (Ah My Godess!!) é muito expressivo e bonito. A única crítica é quanto ao uso indevido de efeitos em CG, que não estão muito bem aliados à animação.

A trilha sonora do filme não é nada de grande destaque e passa completamente despercebida, apenas cumpre seu trabalho e mantém a emoção das cenas nos eixos.



“Tales of Vesperia ~The First Strike~” é um epílogo competente e não passa muito longe disso. Assistir a esse filme isoladamente é um bom entretenimento e, se estiver planejando jogar o game, é ainda mais interessante começar por aqui e ter uma maior noção do passado de Yuri e Flynn. Mas, caso você não tenha um Xbox ou não esteja interessado em pegar o jogo, The First Strike não passa de uma história interessante, porém descontextualizada.


Lucas Funchal


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário