quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Kimikiss (TV)

OBS: Resenha publicada originalmente no Animehaus em 30/08/2008

Alternativos: KimiKiss ~ Pure Rouge
Ano: 2007
Diretor: Kenichi Kasai
Estúdio: J.C. Staff
País: Japão
Episódios: 24
Duração: 25 min
Gênero: Romance



KimiKiss é um famoso simulador de encontros lançado para Playstation 2 no Japão. A franquia ganhou notoriedade e foi adaptada para outros formatos, como mangá e light novel. Em 2007 virou um anime para TV.

A série conta com uma quantidade considerável de personagens. A estória começa quando Mao Mizusawa, voltando de uma temporada na Europa, vai morar na casa de Kouichi Sanada, seu amigo de infância junto com Kazuki Aihara (meu personagem preferido dentro do anime). A partir daí, a série passa a acompanhar a vida amorosa desses personagens durante um certo período de seus anos como colegiais.

Kouichi é apaixonado por Yumi Hoshino, mas nunca teve coragem de se aproximar da menina. Hoshino, por sua vez, nutre o mesmo sentimento por Sanada, mas consegue ser ainda mais tímida que ele. Já o Aihara, logo no inicio, se apaixona por uma misteriosa garota chamada Eriko Futami, a qual não parece dar muita atenção a ele (ou a qualquer outra coisa). A relação desses dois é a que eu considero como a mais interessante, pois Aihara é um dos personagens mais honestos que o mundo da animação japonesa já conheceu. Mesmo se ferrando (e muito), o cara não desiste, pois sabe que a Futami também gosta (e precisa) dele. Mas esse não é o único desafio que o Kazuki enfrenta durante os episódios. Ele também é alvo do amor de uma energética jogadora de futebol chamada Asuka Sakino que, além de tudo, é uma velha amiga e companheira. Mizusawa, por outro lado, começa o anime não tendo sentimentos por ninguém em especial. O que acontece, na verdade, é que alguém se apaixona por ela. Este alguém é Eiji Kai, um quieto músico que tenta de aproximar da jovem de forma bastante gentil.

Além desses personagens, os quais podem ser considerados como protagonistas, há outros que, embora não tenham grande destaque, não podem ser desprezados. O elenco de KimiKiss é o grande pilar da série, sendo formado por figuras bem interessantes as quais, em sua maioria, fogem dos clichês em lugares comuns das séries japonesas. A forma como os roteiristas moldaram as relações entre elas também é algo notável, além do clima do anime que, mesmo sendo dotado de um certo humor, é quase sempre bem sério e bem romântico.

A parte visual foi muito bem cuidada, afinal, estamos falando de uma produção do J.C. Staff. A qualidade da animação é ótima, mantendo-se estável durante todos os episódios. O traço também é bastante bonito e interessante. Entretanto, o maior destaque fica por conta da combinação de cores usada, a qual possui o foco num tom pastel, deixando a série com um aspecto bem, digamos, relaxante. No departamento sonoro não há grandes surpresas. A dublagem é de primeira qualidade, como qualquer dublagem japonesa, e as trilha sonora é apenas adequada. Somente os temas de abertura e encerramento conseguem se destacar.



Animes românticos donos de um abordagem mais séria não são algo muito comum no universo das animações japonesas. Por isto acredito que, para quem curte o gênero, KimiKiss é um título obrigatório.


André Pequeno


Nenhum comentário:

Postar um comentário