quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Suzuka (TV)

OBS: Resenha publicada originalmente no Animehaus em 17/09/2006

Ano: 2005
Diretor: Hiroshi Fukutomi
Estúdio: Studio Comet
País: Japão
Episódios: 26
Duração: 30 min
Gênero: Comédia / Romance / Esporte



O estudante Akitsuki Yamato, ao iniciar o ensino médio, resolve se mudar de uma região rural em Hiroma para Tóquio, a maior metrópole do Japão. Ele acredita que, mudando-se para essa cidade, algo de novo irá acontecer e mudar sua vida. De fato, algo que mudaria a pacata vida do garoto viria a acontecer após essa mudança.

Yamato conhece e se apaixona por uma estudante chamada Asahina Suzuka, a qual estuda no mesmo colégio e mora na mesma pensão que ele. Acontece que essa menina é um das principais esportistas da escola, fazendo parte do clube de atletismo, praticando "salto com vara". Yamato, que não é bobo nem nada, trata logo de se inscrever no clube, fazendo parte então do time de "corrida de velocidade" e se tornando um dos principais destaques da equipe. Não foi preciso muito esforço para ele conseguir tal feito, pois o cara já praticava o esporte no colégio onde estudara anteriormente.

Este é o início do enredo de "Suzuka", série de 26 episódios produzida pelo Studio Comet (School Rumble, Fatal Fury, Mai-Hime), e exibida no segundo semestre de 2005 na TV Tokyo. Como você já deve ter percebido, o tema principal é o romance entre Akitsuki e Asahina, ou melhor, as tentativas de Akitsuki para tentar namorar a garota. Este cenário é, ao mesmo tempo, um ponto positivo e um ponto negativo para a série. Em animes de romance adolescente, é bastante comum termos um jovem ou uma jovem apaixonados, mas que nunca tomam atitude e ficam só naquele platonismo. Em "Suzuka" ocorre o contrário: Yamato não mede esforços para mostrar que gosta da garota. No entanto, Asahina parece temer um envolvimento amoroso com quem quer que seja, mas fica balançada toda vez que encontra o cara, ou seja, fica naquela dúvida se namora ou não com o garoto.

O grande problema é que essa situação quase não muda durante o decorrer dos 26 episódios, o que acaba enjoando o espectador. Na verdade, o próprio Yamato fica enjoado dessa indecisão e, num determinado momento, acaba tentando "desencanar" e partir pra outra. Fora isso, a produção também conta com consideráveis clichês e lugares comuns, prejudicando a qualidade da mesma.

Mas, felizmente, esses problemas não são suficientes para estragar todo o anime. Tanto Yamato quanto Suzuka têm personalidades bem interessantes, e apesar da relação entre eles ser pouco convincente, esses dois protagonistas ainda conseguem cativar. A série também apresenta personagens secundários bem legais que dão um tempero a mais na estória. Dentre eles eu destacaria a Sakurai Honoka, estudante da mesma classe de Yamato, que é apaixonada por ele; e Hattori Yasunobu, o amigo "pegador" de Yamato, o qual sempre procura ajuda-lo dando algumas "dicas" sobre como se relacionar com mulheres.

Além do romance, também há um tema secundário na série: esportes (nesse caso, atletismo). Contrariando a maioria dos animes que falam desse tema, "Suzuka" apresenta o esporte de maneira bastante realista. O espectador vai, realmente, aprender bastante sobre o mundo do atletismo, além de conhecer um pouco sobre o eficiente sistema japonês que investe nos esportes desde cedo, quando os atletas ainda estão na escola. Certamente essa característica da obra é bem interessante e adiciona mais conteúdo à produção.

Na parte técnica, pode-se dizer que "Suzuka" possui uma animação bastante simples, apresentando apenas o básico, em outras palavras, um traço bonitinho, personagens se movendo de forma adequada e estabilidade durante todos os episódios. Não é nada que mereça grandes elogios, mas também está longe de ser considerado tecnicamente ruim. Em relação ao desempenho sonoro, a qualidade é a mesma: a série conta com boas músicas (a de abertura principalmente) e boa dublagem, mas nada muito acima da média.



Apesar de possuir algumas falhas graves, "Suzuka" ainda consegue ser um bom anime. Para quem curte romance, é uma série bastante recomendada. Para aqueles que não são muitos chegados no tema, mas querem assistir algo do gênero, o melhor seria procurar por outras produções, pois a enrolação e os clichês podem não agradar a quem não é fã do gênero.


André Pequeno


Nenhum comentário:

Postar um comentário