quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Tales of Phantasia (OVA)

OBS: Resenha publicada originalmente no Animehaus em 15/06/2006

Ano: 2004
Diretor: Takuo Tominaga
Estúdio: Actus
País: Japão
Episódios: 4
Duração: 30 min
Gênero: Aventura / Fantasia



Em 1995 a Namco lançou um jogo chamado "Tales of Phantasia" para Super Famicom (ou Super Nintendo), no Japão. O game fez um grande sucesso e deu origem a diversas continuações. Essa franquia possui um visual no estilo mangá, tanto no design geral quanto no traço dos personagens. Por isso vários de seus títulos ganharam versões em mangá e anime, como Tales of Eternia, que possui um review aqui na AnimeHaus. Mais recentemente, em 2004, o primeiro jogo da série ganhou uma versão animada, formada por 4 OVAs, chamada Tales of Phantasia - The Animation.

Phantasia segue exatamente o mesmo enredo do game. Claro, como são apenas 4 episódios de 30 minutos, foi tudo feito de forma bem resumida. Basicamente a equipe pegou os momentos mais importantes do jogo e os colocou no anime. Mas foi algo muito bem planejado e, certamente, mesmo aqueles que não jogaram poderão entender a estória. No entanto, recomendo não assistir à série sem antes ter jogado o game. Caso prefira não fazer isso, ao menos jogue a versão para videogame depois, pois só assim será possível aproveitar tudo o que o fantástico enredo desta série tem para oferecer (no final do review há um link para o download do jogo em português), já que muitos detalhes e muitas passagens importantes ficaram de fora na versão animada. Esta foi claramente produzida para os fãs da franquia que queriam relembrar as aventuras e rever o inesquecível grupo de Cless em ação novamente.

A trama começa quando a pequena vila de Totus é ataca por um grupo de mercenários que estava em busca de dois misteriosos medalhões. Os únicos sobreviventes do massacre são Chester Barklight e Cless Alvein, que estavam caçando numa floresta vizinha quando o incidente ocorreu. Os dois então partem em uma jornada para saber o que realmente aconteceu em sua cidade natal. Este seria o princípio da estória do game, no entanto, o anime começa um pouco mais adiante, já no evento onde o Rei das Trevas desperta. Quem jogou sabe do que estou falando.

O enredo pode parecer simples, mas isso é porque contei apenas o básico do básico. Certamente Tales of Phantasia possui uma das mais belas estórias do mundo dos animes/games, apresentando um universo que é, ao mesmo tempo, fantástico e real, além de personagens incríveis. Em minha opinião, os protagonistas formam o melhor grupo de aventureiros que já apareceu em uma produção estilo RPG.

Tecnicamente Phantasia também se destaca. O traço belíssimo, combinado com uma animação de alta qualidade, resulta num visual incrível. O departamento sonoro trilha o mesmo caminho, com ótimas músicas de fundo (orquestradas) e canções de abertura e encerramento, as quais se ajustam perfeitamente ao clima do anime, assim como a dublagem. Talvez o único problema sejam os efeitos sonoros. Eu fiquei várias vezes com a impressão de já ter ouvido alguns dos ruídos antes. Mas isso, com certeza, não é algo tão relevante.



Para os fãs da franquia, esses 4 OVAs são obrigatórios. Para quem não conhece, recomendo também, mas, como já foi comentado, jogue o game antes ou, se não der, depois de assistir a série. Só assim é possível aproveitar o universo de Phantasia por completo.


André Pequeno


Nenhum comentário:

Postar um comentário