quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Tokyo Underground (TV)

OBS: Resenha publicada originalmente no Animehaus em 02/06/2005

Ano: 2002
Diretor: Hayato Date
Estúdio: Studio Pierrot
País: Japão
Episódios: 26
Duração: 24 min
Gênero: Aventura / Romance / Sci-Fi



Que Tóquio não é uma cidade comum, todo mundo sabe. Mas que embaixo dela existe um outro mundo, disso ninguém sabe. Nem o estudante do colegial Rumina Asagi e seu amigo Ginnosuke Isuzu... pelos menos até o momento em que os dois chegam em casa e dão de cara com um buraco no jardim. As responsáveis por isso foi foram duas garotas que fugiam de um lugar chamado Underground, uma grande cidade localizada no subsolo de Tóquio, onde humanos vivem confinados e têm suas vidas controladas por uma corporação chamada Company.

Em Underground algumas pessoas nascem com poderes. Ruri Sarasa nasceu com o estranho poder da vida, pois ela pode ressuscitar as pessoas. Por esse motivo, a Company se interessou por ela e a manteve confinada para ser usada em seus futuros planos. Para vigiá-la e protegê-la, uma mulher com o poder de controlar a gravidade foi convocada: esta é Chelsea Rorec. No entanto, Rorec percebe que a Company não tinha boas intenções e resolve fugir com Ruri para um local onde essa organização não tivesse influência: a superfície. E é nessa fuga que as duas encontram os nossos amigos Rumina e Ginnosuke. Como você já deve saber, a partir daí os dois resolvem ajudá-las e se unem em uma luta contra a Company. É mais ou menos este o início de Tokyo Undergroud, um anime de 26 episódios produzido pelo estúdio Pierrot.

Tokyo Underground é aquele típico anime com super-poderes (sim, Rumina e Ginnosuke adquirem poderes também). O que o diferencia dos outros animes do gênero? Certamente o original mundo criado para ser cenário das aventuras. A maior parte dos animes do estilo se passa no mundo real ou em um fantástico mundo paralelo no estilo RPG. Nesta série resolveram mudar um pouco essa história e criaram um mundo imaginário, só que dentro do mundo real. E realmente o Underground é um local bem interessante, com uma atmosfera bem sombria e até suja, pois muitos locais se parecem com depósitos de lixo ou esgotos... afinal, é isso o que se espera de um mundo subterrâneo.

Apesar do cenário onde se passa o anime ser bem interessante, não se pode dizer o mesmo do enredo. A história é bem fraquinha e os vilões não causam nenhum tipo de sentimento. Ruri passa a maior parte do tempo nas mãos da Company e é feito um "dramalhão" em cima disso, chegando a enjoar. Para completar, quando o anime começa a ficar mais interessante, ele acaba... e acaba mal, pois o final é muito decepcionante, parecendo ter sido feito de qualquer jeito. Felizmente os personagens são bem legais. Apesar de terem uma personalidade bem manjada, a maioria consegue agradar... menos Ruri Sarasa que, na minha opinião, é a personagem mais chata do anime. Dentre todos, a controladora de eletricidade, Shion, é a mais carismática e original. Suas atitudes e falas foram muito bem boladas e o seu desenvolvimento dentro do enredo é surpreendente.

Em termos técnicos, Tokyo Underground é bastante agradável. Apesar de ser uma série de TV relativamente longa, a qualidade da animação está ótima e o traço é bem bonito e detalhado. Os cenários também agradam bastante. A trilha sonora conta com boas canções de aberturas e encerramento, além de boas músicas de fundo. Nenhuma delas chega a ser algo espetacular, mas cumprem o seu papel.



Não se pode dizer que Tokyo Underground é um ótimo anime e nem garantir que ele vá agradar a todo mundo. No entanto, para quem curte aventura, é uma boa pedida. Apesar do enredo não ser lá grande coisa, os personagens são legais e o mundo onde o anime se passa consegue prender a atenção.


André Pequeno


Nenhum comentário:

Postar um comentário