quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

One Piece: Strong World (Movie)

Ano: 2009
Diretor: Munehisa Sakai
Estúdio: Toei Animation
País: Japão
Episódios: 1
Duração: 113 min
Gênero: Aventura / Comédia / Fantasia



Strong World é o décimo filme de One Piece, adaptação do mangá de maior sucesso da história e faz parte da comemoração de 10 anos do anime. Ao contrário dos sete primeiros filmes, que eram aventuras fora da cronologia da série (apesar de não ser difícil imaginá-las acontecendo entre arcos da história), e dos dois últimos, que eram recapitulações de arcos anteriores do anime, este décimo filme foi escrito pelo autor do mangá, Eichiro Oda e faz parte da cronologia oficial da história, se passando após o arco de Thriller Bark e antes do arco do arquipélago Sabaody. Por esse motivo, este texto pode conter alguns spoilers para quem ainda não está atualizado no anime ou no mangá.

O filme começa mostrando o vilão, Shiki, o Leão Dourado, literalmente mandando uma frota da marinha pelos ares, e depois corta para os membros do bando do Chapéu de Palha sendo atacados por animais estranhos enquanto exploram uma ilha voadora. Neste meio tempo, descobrimos que Nami foi seqüestrada pelo vilão e, então, o filme volta no tempo uma semana, para mostrar como após receberem notícias de que cidades no East Blue, oceano do qual os primeiros cinco membros da tripulação vieram, estão sendo atacadas, decidem dar uma pausa na viagem pela Grand Line e voltar para ajudar os seus amigos. Durante a viagem, Nami nota uma mudança súbita no clima e Luffy decide avisar ao vilão, Shiki, que por coincidência passava por ali. Como seu navegador não conseguir prever a tempestade, Shiki se apresenta ao bando de Luffy e diz que pode levá-los ao East Blue com o seu poder de fazer objetos flutuarem. So que, enquanto ele leva o Thousand Sunny, navio de Luffy, para sua ilha, ele seqüestra Nami e os espalha pela ilha. Conseguirá o bando do Chapéu de Palha livrar Nami das garras de Shiki, pirata lendário que foi o único homem a fugir de Impel Down, a prisão de segurança máxima da marinha e que foi rival de Gold Roger, o rei dos piratas? E qual a relação disso com os ataques de piratas ao East Blue?


Strong World funciona exatamente como um arco normal de One Piece, só que, obviamente, bem mais curto. O bando chega em uma ilha, no caso a ilha voadora de Shiki, passa um tempo explorando a mesma, se envolve em algumas situações e, então, temos os combates. Como o tempo é curto, o filme mantém um ritmo constante, que não chega a ser rápido, mas que também não perde tempo em avançar o enredo.

Na parte técnica, o filme cumpre a sua obrigação de ser excelente. A animação e o uso de cores são de primeira. A trilha sonora é a mesma da série principal, e os dubladores mantém o bom trabalho que fazem na série. A música tema do filme é divertidinha, mas esquecível. O Oda aproveitou que era uma ocasião especial e decidiu desenhar um par de roupas novas para cada membro do bando, sendo um desses pares uma roupa formal que é fan service puro de tão “cool”.

Minha única reclamação é em relação às lutas. Elas são boas e uma delas (a hora das roupas formais) é extremamente empolgante. Só que são poucas e, tirando a luta contra o Shiki, são curtas, além de o filme não contemplar todos os membros com rivais à altura. Aliás, existe o problema da força do Shiki. Sendo um ex-rival do Gold Roger, não deveria ser possível para o bando derrotá-lo. Tudo bem que existem várias circunstâncias atenuantes, como o fato de terem se passado 22 anos e da forma como ele fugiu de Impel Down. Mesmo assim, no anime tem gente daquela época que faria picadinho do bando. Mas isso é mais choro de fanboy do que um defeito de verdade.



Strong World é um ótimo filme, o que justifica sua boa estréia nas bilheterias, superando em arrecadação no primeiro final de semana filmes como Ponyo, anime do famosíssimo estúdio Ghibli, e o quinto Harry Potter. É recomendado para qualquer fã de um bom shounen de aventura e OBRIGATÓRIO para fãs de One Piece.


M4rc0 AFRL



Nenhum comentário:

Postar um comentário