terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Kingdom (TV)

Alternativos: Kingdom Hisho Hen
Ano: 2013 – 2014
Diretor: Akira Iwanaga / Jun Kamiya
Estúdio: Studio Pierrot
País: Japão
Episódios: 77
Duração: 25 min
Gênero: Ação / Aventura / Histórico



“Kingdom” é um anime de 77 episódios (divididos em duas temporadas) que foi exibido no Japão entre 2012 e 2014. A série é baseada no mangá de mesmo nome escrito por Yusuhisa Hara e a história se passa durante o “Período dos Estados Combatentes” na China Antiga.

O mangá ainda está sendo publicado (e provavelmente vai continuar sendo por muito anos), portanto, ainda é possível que novas temporadas do anime sejam produzidas, principalmente porque o mangá é um grande sucesso no Japão.

No entanto, os 77 episódios que existem até agora já contam uma boa parte da trama e são bastante fiéis ao material de origem, portanto, assistir ao anime e depois pular para o mangá é algo que pode ser feito sem problemas.

A históra de “Kingdom” segue a carreira do general Li Xin, que começa a sua vida como um mero escravo. Ele, após os acontecimentos iniciais da série, consegue entrar para o exército do Estado de Qin e, partir daí, devido ao seu enorme talento na arte da guerra, passa crescer rapidamente na carreira militar, mais tarde se tornando um dos generais mais importantes da história.

O outro protagonista da série é Ying Zheng (também conhecido como Qin Shi Huang, caso você queira pesquisar por aí), que era o rei da Dinastia Qin e foi a pessoa que unificou toda a China após conquistar os estados vizinhos.

O enredo de “Kingdom” é todo baseado na história real de unificação da China, mas é claro que o autor fez várias mudanças; o básico do que aconteceu ainda está lá, porém vários detalhes, personagens e eventos foram criados ou adaptados para fazerem sentido dentro de anime. Por esse motivo eu não recomendo encarar “Kingdom” como um documentário, mas sim como uma forma de se ter uma ideia geral do que foi o “Período dos Estados Combatentes” e de como a China foi unificada.

Mesmo assim, eu acho que o anime e o mangá são extremamente interessantes para quem tem interesse no assunto, pois você pode assistir o anime e depois ir no Google para comparar os personagens, ver quem existiu, quem não existiu e comparar a história do anime com a história real daquela época.

Mas ok, pelo visto já deu para entender que, para quem curte história, esse é um anime bem legal. Apesar disso, eu ainda o recomendaria para um público mais geral também.

Isso porque, independente de ser histórico ou não, o enredo dessa série é muito interessante, tem um ritmo muito bom (principalmente após Xin finalmente entrar para o exército), é cheio de personagens legais e é um daqueles animes que permite ver a evolução dos personagens ao longo de vários anos.

No caso de “Kingdom”, Xin começa como um escravo e depois vai subindo na vida: passa a ser soldado, depois líder de um pequeno grupo de soldados, depois comandante de um grupo independente de 100 homens, depois de 300, depois de 1000, depois de 3000... Até se tornar um dos maiores generais da China. Obviamente, no anime não é possível ver toda essa evolução, eu só estou dizendo essas coisas porque isso é provavelmente o que vai acontecer caso o autor do mangá realmente consiga terminar toda a história.

Apesar isso, no anime, Xin consegue ir bem longe (afinal, 77 episódios não é pouca coisa). E é realmente muito interessante ver não apenas como o personagem e seus subordinados crescem durante a série, mas também ver como a perspectiva das batalhas mudam, já que você tem a chance acompanhar a guerra de todos ângulos possíveis: desde a perspectiva de um mero soldado iniciante até a visão de um general experiente que comanda milhares de pessoas.

Em termos de qualidade de animação, eu diria que “Kingdom” é razoável. O maior problema aqui é que boa parte da animação é feita em 3D, o que deixa o visual bem esquisito. A boa notícia é que, com o passar dos episódios, as cenas em 3D vão ficando cada vez mais raras e ao final da série elas nem chegam a incomodar mais.



“Kingdom” é um anime altamente recomendado para quem gosta de ação e batalhas épicas. O fato dele ser todo baseado em acontecimentos reais é também um belo bônus, pois deixa tudo mais interessante e realista. Além disso, o mangá também é ótimo e deve continuar sendo publicando por muito tempo ainda; por isso, caso resolva investir nessa série, você vai ter diversão garantida agora e por muitos anos. 


André Pequeno


Nenhum comentário:

Postar um comentário