quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Legend of the Galactic Heroes (OVA)

Alternativos: Ginga Eiyuu Densetsu
Ano: 1988 – 1997
Diretor: Noboru Ishiguro
Estúdio: Artland / Madhouse / Magic Bus
País: Japão
Episódios: 110
Duração: 24 min
Gênero: Space Opera / Sci-fi / Romance / Drama



Quando você pensa animes no formato OVA (Original Video Animation), você provavelmente pensa em episódios especiais de animes para TV ou então em séries curtas com poucos capítulos, correto?

“Legend of the Galactic Heroes” é uma produção em OVA que foge dessa regra, uma vez que esse anime conta com nada menos que 110 episódios. O resultado foi uma série que começou a ser lançada em dezembro de 1988 e só foi terminar em março de 1997 - e isso sem contar os filmes e outros episódios complementares em OVA que foram lançados depois.

No entanto, “Legend of the Galactic Heroes” não marcou a história da animação japonesa por ser uma das mais longas séries em OVA de todos os tempos. “Galactic Heroes” marcou época também por possuir uma história extremamente complexa, com personagens realistas, além de um universo bastante convincente e incrivelmente detalhado.

“Legend of the Galactic Heroes” é baseado numa série de livros escrita por Yoshiki Tanaka, que começaram a ser publicados em 1982. O enredo basicamente narra a guerra entre a Aliança dos Planetas Livres (Free Planets Alliance) e o Império Galáctico (Galactic Empire), tentando mostrar a diferença entre esses dois lados, uma vez que o primeiro é uma democracia e o segundo é uma monarquia. Todavia, a série não cai no lugar comum de simplesmente mostrar que a democracia é perfeita e que a monarquia é maligna, algo que você provavelmente veria acontecer em um filme americano. Durante os episódios você vai perceber que ambos os sistemas têm seus pontos fortes e fracos, e nada é tão simples assim.

Vale lembrar ainda que as batalhas que acontecem no anime são absurdamente épicas. Elas envolvem milhares de espaçonaves, todas gigantescas, com tripulações também na casa dos milhares; e como resultado, a cada batalha, centenas de milhares de pessoas terminam morrendo. O termo "larga escala” ainda seria pouco para descrever o que acontece durante os combates em “Galactic Heroes”.

Porém, o melhor desse anime não é o enredo e nem as batalhas de proporções épicas, mas os personagens, principalmente os dois protagonistas. Essa é uma daquelas séries que mostram os personagens ao longo dos anos, nos dando a chance a chance ver de os personagens crescendo e se tornando mais influentes dentro de suas respectivas nações. De um lado temos o oficial das Forças Armadas Yang Wen-Li, da Aliança dos Planetas Livres, e do outro lado Reinhard von Lohengramm, que faz parte da monarquia do Império Galáctico. Não vou entrar em detalhes sobre o acontece com eles dentro do decorrer da série para não estragar a surpresa, mas você pode ter certeza que esses dois eventualmente se tornam figuras extremamente importantes e capazes de influenciar o curso da história (dentro do universo do anime, claro).

O mais interessante é que os dois são personagens fascinantes, que conseguem avançar em suas carreiras trilhando caminhos e usando estratégias completamente diferentes - e os dois também acabam se tornando verdadeiros rivais na arte da guerra (apesar de se respeitarem bastante).

Além desses dois protagonistas existe uma quantidade incrivelmente grande de personagens secundários, que basicamente são os oficiais subordinados aos protagonistas, e muitos deles são, acredite, tão interessantes quanto Wen-Li e Reinhard.

Aliás, “Legend of the Galactic Heroes” tem personagens tão legais e diálogos tão bem bolados que o anime ficou famoso por gerar citações muito interessantes. Vou colocar algumas delas aqui (e procurando no Google dá para achar muito mais). E não se preocupe, nada do que eu vou colocar aqui pode ser considerado como “spoiler”. São apenas coisas interessantes que os personagens falaram durante os episódios.

. "Poder político é como o esgoto: você não pode viver sem ele, mas também não é algo do qual você deveria se aproximar." - Yang Wen-Li

. "Religião é algo conveniente para aqueles no poder. Não existe ferramenta mais eficiente para dominar a população." - Boris Konev

. "Se uma faca aparecer enquanto eu seguro presentes nas duas mãos, não terei como evitá-la." - Yang Wen-Li

"São as palavras mais poderosas do universo. Nenhum argumento ou eloquência tem chance com elas. Essas palavras são: 'e daí?'" - Yang Wen-Li

Por essas citações, acho que deu para perceber que “Legend of the Galactic Heroes” carrega também bastante carga política, não é mesmo? O anime não apenas conta com grandes batalhas, mas também se preocupa em mostrar a situação política e social dos territórios que fazem parte do enredo e como a guerra os afeta.

Para quem curte história, esse anime é um prato cheio. O personagem principal, inclusive, é um historiador. Yang resolveu se tornar militar exatamente porque na academia de oficiais ele teria a chance de estudar história sem precisar pagar por uma faculdade. Também vale lembrar que o anime conta com um narrador que, no início e ao final dos episódios, descreve os acontecimentos como se estivesse apresentando um documentário, falando dos eventos que acontecem no anime que eles fossem parte do passado. Diversas das situações que acontecem no anime podem ser comparadas aos acontecimentos históricos do nosso mundo – e muitos dos assuntos e temas tratados na série são bastante atuais, “Galactic Heroes” é um anime que realmente pode te fazer refletir sobre o contexto sociopolítico que o Brasil e o mundo vivem hoje.

Agora vamos comentar sobre a qualidade de animação dessa série. Esse é um dos únicos pontos em que eu diria que a “Legend of the Galactic Heroes” pode acabar não agradando, uma vez que, por ser um anime bem antigo, tanto o traço quanto a animação têm um aspecto bem antiquado. Não é nada eu diria ser exatamente ruim, mas é possível perceber o visual dessa série não chega a ser comparável ao padrão atual da indústria de animação japonesa.

Em relação à dublagem e trilha sonora posso dizer que o anime se sai muito melhor. A dublagem é muito boa, com a atuação de alguns personagens sendo até bem marcantes, e a trilha sonora é cheia de músicas orquestradas no estilo clássico, o que complementa perfeitamente o clima grandioso das batalhas que acontecem durante os episódios.



No geral, “Legend of the Galactic Heroes” é uma série fantástica, bastante original, mas que infelizmente não é muito conhecida fora do Japão. Se você curte enredos mais maduros, com uma temática mais séria e está a procura algo realmente inteligente, “Legend of the Galactic Heroes” é o seu anime.


André Pequeno


Nenhum comentário:

Postar um comentário